Alexandre Guerra assume presidência do Conseleite

Publicado em 23/04/2019 12:09
54 exibições

O presidente do Sindilat, Alexandre Guerra, assumiu, nesta terça-feira (23/4), a presidência do Conseleite em substituição a Pedrinho Signori (Fetag), que passa a responder pela vice-presidência. A alternância de cargos entre indústria e produtores está prevista no regimento do conselho. Segundo Guerra, o essencial agora é dar seguimento ao trabalho coletivo que vem sendo feito pelo desenvolvimento do setor. “Importante é atuarmos juntos pelo bem da produção de leite no Rio Grande do Sul, um setor rico e cheio de potencial, mas que precisa de união e muito apoio”, ressaltou.

Durante da reunião, o Conseleite divulgou o valor de referência previsto para o leite no Rio Grande do Sul para o mês de abril, que ficou em R$ 1,1259 o litro, 2,66% abaixo do consolidado de março (R$ 1,1567). O presidente do Conseleite pontuou que a oscilação indica tendência de estabilidade do mercado. “Estamos há seis meses com preços do leite praticamente estabilizados no Rio Grande do Sul. Esperamos que o segundo semestre se mantenha nos padrões que estamos verificando”. E alertou para os impactos no setor produtivo da redução de consumo confirmada em recente pesquisa do Grupo Kantar. “O setor leiteiro precisa da recuperação do mercado e da economia para ter retomada de demanda. Com a chegada do frio, esperamos que o consumo volte a aumentar no Brasil e, com isso, os preços se mantenham”.  

Os dados foram detalhados pelo professor da UPF Eduardo Finamore, responsável pela pesquisa. De acordo com o economista, os números indicam que a maioria dos produtos do mix está acima dos valores praticados na média de 2018. Contudo, explica ele, se confrontarmos os meses de abril de 2019 com abril de 2018, o leite UHT – carro chefe da produção gaúcha – está 3,51% abaixo do padrão do mesmo mês do ano anterior. “No geral, os valores estão mantendo-se em patamar mais elevado em relação ao ano anterior”, frisa Finamore, lembrando da expansão do mercado de queijos e iogurtes.

Fonte: Conseleite

0 comentário