Levantamento de custos mostra realidade da pecuária de leite em Rondônia

Publicado em 21/05/2019 16:12
155 exibições

Para levantar os custos de produção da pecuária leiteira, técnicos do Projeto Campo Futuro da Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA) visitaram na segunda (21) o município de Jaru, em Rondônia.

O encontro reuniu pesquisadores e produtores rurais para discutir dados e informações da propriedade típica de leite da região.

“Com características que remetem a pecuária de corte, principalmente em termos de rebanho, a maior contribuição para o volume total de leite produzido no município vem dos pequenos produtores”, disse o assessor técnico da CNA, Thiago Rodrigues.

“Os animais possuem características mistas, sendo em sua maioria frutos de cruzamentos com raças tipicamente de corte. Essas características implicam em um modelo produtivo com baixa média por vaca, 4 litros por dia, e uma produção por propriedade típica de 60 litros por dia”, afirmou Rodrigues.

Com relação aos custos, o que chamou atenção dos técnicos foi a dificuldade dos produtores em gerenciar os gastos com medicamentos, manutenção de pastagens e o impacto das despesas com pagamento das linhas de crédito de custeio e investimentos adquiridas. Nesse cenário, o custo com desembolso direto ou o Custo Operacional Efetivo (COE) comprometeu 86% da receita na média do último ano.

“Apesar disso, em um cenário onde o preço médio pago pelo litro de leite foi de R$ 0,96, o produtor conseguiu uma margem bruta de R$ 0,13 por litro, fato que condiciona o atual modelo de sistema produtivo sustentável apenas no curto prazo, pois apenas as despesas referentes ao desembolso mensal são pagas, enquanto a depreciação dos bens produtivos e o pro labore do produtor ficam pendentes”.

Ao final da coleta de dados, o assessor técnico da CNA apresentou as ações desenvolvidas pela Comissão Nacional de Pecuária de Leite e da entidade e discutiu com os produtores as alternativas para viabilizar a produção, alertando-os para os gargalos do sistema produtivo e propondo saídas para se obter um maior retorno financeiro com a atividade.

O Projeto Campo Futuro também vai passar por Ouro Preto do Oeste, na terça (21), e Rolim de Moura, na quarta (22), para levantamento dos custos de produção da pecuária de leite.

Fonte: CNA

0 comentário