Movimento Pró-Logística visita Estados Unidos e Panamá para conhecer hidrovias

Publicado em 30/10/2012 11:18 505 exibições
Os integrantes da comitiva também conhecerão o sistema de eclusas, armazém e integração de modais de transporte
A logística de transportes em rios norte-americanos e no Panamá é exemplo para o mundo. Integrantes do Movimento Pró-Logística participam nesta semana de uma viagem para os dois países para conhecer e trocar informações sobre hidrovias, sistema de eclusas, armazenagem e integração de modais de transporte.

O presidente da Aprosoja e do Movimento, Carlos Fávaro, está à frente da comitiva. “É importante conhecermos o que é feito nos Estados Unidos e no Panamá em termos de logística, pois as hidrovias são uma reivindicação antiga no Brasil e, assim, teremos mais subsídios para lutar pela implantação”, afirmou.

Durante sete dias, a comitiva percorrerá os estados do Oregon, Missouri e Louisiana, nos Estados Unidos. Nestes locais, os integrantes do Movimento Pró-Logística conhecerão terminais de exportação de grãos, barragens com eclusas e conversarão com empresas de transporte fluviais e de armazenagem de grãos, além de conhecer como é feita a integração das hidrovias com trens e barcaças.

Uma reunião importante também será realizada com a Coalisão de Transporte de Soja (STC, na sigla em inglês) no escritório da American Soybean Association (ASA) e da United Soybean Board. No final de semana, a comitiva conhecerá as obras de ampliação do Canal do Panamá. 
A comitiva é formada por representantes da diretoria da Aprosoja, da Famato e do Instituto Mato-grossense de Economia Agropecuária (Imea), e das empresas Hermasa, Hidrovias do Brasil e Sincop.
Tags:
Fonte:
Aprosoja MT

1 comentário

  • Virgilio Andrade Moreira Guaira - PR

    Muito bom este movimento pro logistica, visto que a mina de ouro do produtor brasileiro está justamente em baixar o custo do transporte até os portos atraves de ferrovias e hidrovias.Quanto ao canal do Panama e sua ampliaçao com certeza é um importante fator para baixar tb os fretes maritimos do hemisferio norte . É inacreditavel que rios como o Tapajos e Tocantins nao estejam sendo usados como eficientes hidrovias.. Por falar nisto como anda a obra da eclusa de Tucurui?? e a ferrovia Cascavel-

    Guaira Navirai _Dourados?? E o asfaltamento da Cuiaba Santarem ??

    0