Contrários à MP dos Portos, estivadores paralisam atividades em Santos

Publicado em 14/05/2013 15:41 543 exibições
Os operadores portuários de Santos (SP) foram pegos de surpresa com a deflagração da greve dos trabalhadores nesta tarde. Os trabalhadores de bordo escalados pelo Órgão Gestor de Mão de Obra (Ogmo), basicamente os estivadores, cruzaram os braços às 13 horas contra a tramitação da MP dos Portos, a 595, em debate no Congresso. Por dia, 200 mil toneladas são movimentadas em média no porto de Santos. No plenário da Câmara, o deputado federal Paulo Pereira da Silva (PDT-SP), o Paulinho da Força, declarou que a greve é por tempo indeterminado. Ele deixou claro que se trata de uma retaliação à não inclusão no texto da possibilidade de os trabalhadores atuarem em terminais privados. 

Veja a notícia na íntegra no site do Valor Econômico

Tags:
Fonte:
Valor Econômico

0 comentário