Condições de financiamento para ferrovias serão similares às das rodovias

Publicado em 30/07/2013 09:32
623 exibições

As condições de financiamento para as concessões de ferrovias serão iguais às definidas para as rodovias, com exceção da taxa de juros dos bancos públicos no caso das estradas de ferro. Ela será inferior a dos bancos privados. Segundo o ministro dos Transportes, César Borges, a correção será pela Taxa de Juros de Longo Prazo (TJLP) mais 1% ao ano para instituições financeiras públicas e pela TJLP mais até 2% ao ano no caso de bancos privados. No caso dos empréstimos vinculados às rodovias, tanto bancos públicos quanto privados aplicarão correção pela TJLP mais até 2%.

César Borges deu as informações após se reunir hoje (29) com o ministro da Fazenda, Guido Mantega, para discutir o assunto. Segundo ele, a intenção é ter “mais atratividade” na tomada dos empréstimos. “As outras questões [além dos juros] são iguais”, disse, referindo-se ao prazo até 25 anos para os financiamentos e carência de cinco anos. O ministro informou que o governo continuará dialogando com o setor privado. “Quando o ministro da Fazenda desejar, vai se reunir com o setor privado para afinar essas questões. Os números são estes, mas vamos dialogar. Ninguém pode dizer que a gente impôs”.

Na semana passada, o governo elevou os juros dos empréstimos relativos às rodovias. A correção, que era pela TJLP acrescida de 1,5% ao ano, agora será pela TJLP mais até 2% ao ano. O objetivo foi tornar a liberação de crédito mais atrativa para os bancos. O primeiro leilão de rodovias deve ocorrer em setembro e o de ferrovias em outubro. As concessões para construção e operação de rodovias e ferrovias fazem parte do Programa de Investimentos em Logística do governo federal.

Tags:
Fonte: Agência Brasil

0 comentário