Grãos: Embarcadores fazem caminhoneiro trocar nota fiscal até 4 vezes

Publicado em 07/02/2014 15:17 912 exibições

Como se não bastassem todas as dificuldades já existentes, as tradings vêm impondo um novo sofrimento para quem atua no transporte rodoviário de grãos. Caminhoneiros que trabalham em Mato Grosso reclamam que são obrigados a trocar notas fiscais nos escritórios dessas multinacionais no trajeto até o transbordo da soja nos terminais da ALL. Exemplificam que, de Lucas do Rio Verde a Rondonópolis, chegam a fazer quatro trocas. Ninguém explica o porquê.

O diretor do Sindicato dos Caminhoneiros Autônomos (Sindicam), de Santos, Alexsandro de Vasconcelos Freitas, conta que o assunto foi discutido numa reunião no Ministério dos Transportes, na última quarta-feira (5). O encontro em Brasília era para discutir o sistema de agendamento de descarga no porto paulista, mas as lideranças da categoria aproveitaram para reclamar do problema.

Leia a notícia na íntegra no site da Revista Carga Pesada.

Tags:
Fonte:
Revista Carga Pesada

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

0 comentário