Logística: Frete continua a subir em fevereiro

Publicado em 24/02/2014 14:39 586 exibições
Com os portos de Santos e Paranaguá superlotados os grãos mato-grossense podem ir para outros destinos

Com elevação no volume colhido nesta safra 2013/14 a demanda por transporte se acentua. A cotação do frete de Sorriso a Santos está em R$ 330,00 por tonelada, ou R$ 18,6 por saca, um recorde para este período do ano, e uma alta de 10% em relação à semana passada, segundo dados de mercado do Instituto Mato-grossense de Economia Agropecuária (Imea).

Nesta safra, com 12,7 milhões de toneladas no mercado, ainda menos da metade da produção, Mato Grosso já bateu o recorde no valor do frete que era de R$ 320,00 por tonelada. Ano passado, esse valor só foi atingido na primeira semana de março quando a colheita da soja estava 70% concluída. Neste ano, o pico no frete foi alcançado três semanas antes, pois em 2013, na mesma terceira semana de fevereiro, o frete estava em R$ 300,00.

Pico de colheita – Ainda restam cerca de 13,9 milhões de toneladas a serem colhidas e a expectativa é de mais pressão nas cotações de transporte, pois o pico da colheita está começando. Segundo os dados divulgados pelo Imea, nesta segunda (24), se a tendência de alta no preço do frete seguir a projeção das últimas três safras, o pico da cotação ocorrerá em março, quando quase toda a safra de soja já estará disponível no mercado. Com isso, a relação de frete com o preço da soja pode ultrapassar os 40% registrado em março do ano passado.

Logística – Além da demanda mais acentuada por caminhões, contribuem para este cenário a pressão no escoamento, o déficit de armazenagem no estado e a elevação no custo de transporte ocasionado pela logística deteriorada e ineficiente.
 
Com os portos de Santos e Paranaguá superlotados os grãos mato-grossense podem ir para outros destinos, como o porto de Rio Grande, no Rio Grande do Sul, cerca de 800 quilômetros mais distante. Apesar de uma cotação de frete um pouco mais alta que a de Santos, R$ 335,00 por tonelada, esta opção acaba sendo atrativa pela inexistência de filas no porto e possibilidades de frete de retorno.

Tags:
Fonte:
Aprosoja MT

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

0 comentário