Adiantamento da safra provoca filas no porto

Publicado em 17/02/2010 07:34 432 exibições
Segundo maior exportador de grãos do País, Paranaguá já registra movimento intenso
Com problemas para armazenar a safra recorde de grãos esperada para este ano, produtores rurais do Paraná e do Centro-Oeste adiantaram o embarque da produção e anteciparam problemas de logística no porto de Paranaguá, segundo maior porto exportador de grãos do país. Na semana passada, entre domingo e terça-feira, o porto registrou um congestionamento de cerca de 15 quilômetros de caminhões que aguardavam para descarregar a safra.

A fila é atribuída ao aumento repentino da movimentação em Paranaguá. Segundo a Administração do Porto de Paranaguá (Appa), o movimento subiu de 300 para 800 caminhões por dia entre o início do mês e a semana passada. Em fevereiro de 2009, a movimentação era de, em média, 400 veículos por dia, com pico de 690. Ainda que a fila seja considerada pequena e pontual - foi extinta em 24 horas e nem se compara às de 100 km que se formavam em 2004 -, problemas assim só eram esperados para março.

Para o superintendente adjunto da Sindicato das Cooperativas do Paraná (Ocepar), Nelson Costa, a antecipação do embarque é uma tentativa de ganhar tempo para abrir espaço nos armazéns, que estão ""abarrotados"" de milho e trigo. O milho deixou de ser exportado em 2009 por queda nos preços internacionais. Já o trigo brasileiro concorre com o argentino, e só pôde ser escoado parcialmente.

Para Costa, apesar de antecipar problemas logísticos, o escoamento precoce pode ajudar a evitar filas quilométricas. ""Como estamos tendo um fluxo intenso de exportação desde agora, não vamos ter grandes picos."" Já o economista Nilson Camargo, da Federação da Agricultura do Paraná, prevê queda da movimentação de caminhões nas próximas semanas. Para ele, a baixa cotação da soja deve fazer com que os produtores segurem o produto por mais tempo. A expectativa dele é que o porto não registre grandes filas de caminhões neste ano.

Tags:
Fonte:
Folha de Londrina

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

0 comentário