Ferrovia Centro Oeste: ''Este é um projeto ecologicamente correto”, diz Aprosoja

Publicado em 15/03/2010 13:19 505 exibições
A produção de soja e milho em Mato Grosso terá forte expansão até 2020, segundo projeção de cenário para a agricultura brasileira revelado por Glauber Silveira da Silva, presidente da Associação dos Produtores de Soja de Mato Grosso (Aprosoja).
Além do crescimento na produção de grãos, a ferrovia Centro Oeste irá propiciar um incremento na logística nacional que, segundo seus cálculos, diminuirá consideravelmente a emissão de gases expelidos pelos caminhões que fazem o transporte da produção em todo o país.
Glauber, assim como dezenas de produtores, está presente no auditório da Faculdade La Salle, em Lucas do Rio Verde (MT), onde neste momento acontece o seminário em prol a conclusão da Ferrovia Centro Oeste, ligando os estados de Goiás, Mato Grosso e Rondônia.
Por conta disso, Glauber classificou o projeto como “Ecologicamente Correto”. Além disso o representante da Aprosoja  fez uma breve explanação dos números projetados na estadual com o advento da ferrovia.
Com o novo transporte, segundo ele, somente esses dois produtos sairão de um total 26,045 milhões de toneladas na safra 2008/2009 para 43,649 milhões de toneladas daqui a 10 anos.
O maior percentual de crescimento pode ser do milho (94,3%), passando de 8 milhões (t) para 15,7 milhões (t) entre os 2 ciclos. A soja terá aumento de produção de 55,6% (de 17,96 milhões/t para 27,944 milhões/t).
Os dados divulgados pelo ministério são semelhantes ao levantamento apurado pelo Instituto Mato-grossense de Economia Agrícola (Imea), ligado ao setor produtivo.

 

Tags:
Fonte:
Expresso MT

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

0 comentário