As obras da Ferrovia da Integração do Centro-Oeste, em Mato Grosso, iniciam a partir de 2011, afirma diretor do DNIT

Publicado em 19/05/2010 16:37 559 exibições

O diretor do Departamento Nacional de Infraestrutura e Transportes (DNIT), Luiz Pagot, afirmou que as obras da Ferrovia da Integração do Centro-Oeste (Fico) começarão, em Mato Grosso, a partir de 2011. A afirmação foi feita durante a apresentação da Fico, nesta quarta-feira (19.05), na Câmara dos Deputados. Evento realizado pela Frente Parlamentar de Logística de Transportes e Armazenagem (Frenlog).
Os primeiros trechos compreenderão as cidades de Caminápolis a Água boa, para os quais já foram concluídos o projeto de engenharia e o EIA-RIMA (Estudo e Relatório de Impacto Ambiental).  E de Água Boa a Lucas do Rio Verde, com previsão de conclusão dos projetos básico e o ambiental bem como a licitação em setembro deste ano, estima Pagot. Os trechos estão incluídos no primeiro lote a ser implantado pela empresa Valec, responsável pelas obras da Ferrovia Centro-Oeste. 

O presidente da Frenlog, deputado federal Homero Pereira (PR-MT) destacou que este empreendimento será o catalisador de grandes investimentos nos 52 municípios – sentido leste/oeste - por onde deverão passar os trilhos. “O Centro-Oeste viverá novo ciclo de desenvolvimento econômico depois da Ferrovia da Integração”, ressalta. 
Pereira reitera que igual apoio a Ferrovia Centro Oeste, ele vem empenhando esforços para que a Ferrovia Vicente Vuolo seja concluída até Rondonopólis e chegue a Cuiabá, em razão do seu ganho econômico para a população.
A construção da Ferrovia da Integração está orçada em R$ 6,4 bilhões.  Sendo a previsão de investimentos somente dentro de Mato Grosso é de R$ 4,1 bilhões.  Pagot e o deputado Homero pediram apoio político no Congresso Nacional para priorizar a multimodalidade da malha viária, contemplando com mais investimentos ferroviários.
Além de deputados federais, senadores, participaram do lançamento da Fico lideranças rurais de Mato Grosso, o presidente da Aprosoja Brasil (Associação dos Produtores de Soja), Glauber Silveira; e o superintendente de Projetos da Valec, Marcelo Melo.

Tags:
Fonte:
Ass. Dep. Homero Pereira

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

0 comentário