Estivadores e operadores portuários de Santos não chegam a acordo no TRT

Publicado em 29/10/2010 09:42
674 exibições
Depois da ameaça dos operadores portuários, os 4 mil estivadores que atuam no Porto de Santos retomaram às 13h desta quarta (27) o ritmo normal de trabalho nos terminais de granéis, sacaria e contêineres. Mas nesta quinta-feira (28), em audiência de conciliação no Tribunal Regional do Trabalho (TRT) de São Paulo, estivadores e o Sindicato dos Operadores Portuários do Estado de São Paulo (Sopesp) não chegaram a um acordo.

Os estivadores reivindicam 10% de aumento real nas taxas e salários, PLR de R$ 4 mil por trabalhador, vale-refeição de R$ 15,00 e plano de saúde aos trabalhadores registrados ou cadastrados no Órgão Gestor de Mão de Obra (Ogmo).
Tags:
Fonte: Porto Gente

Nenhum comentário