Agricultores arrumam estradas municipais para escoar a produção de arroz em Morro Grande/SC

Publicado em 21/03/2011 09:45 470 exibições
Em plena colheita de arroz produtores do município de Morro Grande estão sendo obrigados a arrumarem por conta própria as estradas municipais para poderem escoar a produção.  Segundo os agricultores o problema aumentou depois que caminhões carregados com pedras foram obrigados a passar pelo local devido o acesso principal ao município de Meleiro estar obstruído por causa das obras de rebaixa em um morro próximo a área urbana do município. A distância chega a ser 14km maior que a normal.

Segundo o agricultor José Jelcio Bonfante da localidade de Sanga das Pedras, o problema vem se agravando, as estradas estão cheias de buracos que impedem a passagem dos caminhões de arroz e quem se arrisca sofre prejuízos “é um descaso com a classe produtora de alimentos, já comunicamos a prefeitura, mas o problema continua ali”, comenta Jelcio.

O caminhoneiro Vanderlei Zefino Florêncio que transporta o arroz em casca dos produtores da região somente na sexta-feira (18/03) teve um prejuízo de R$2.400,00. “No mesmo dia estourou dois pneus do meu caminhão, se a estrada estivesse boa eu não teria esse prejuízo, vou ter que cobrar da Prefeitura” comenta Vanderlei.

Com o tempo bom, os rizicultores aproveitaram ao máximo para colher a safra de arroz durante este final de semana, e o problema das estradas se agravou ainda mais, pois não havia nenhuma máquina da prefeitura para auxiliar nos trabalhos de recuperação das estradas.

PONTE AINDA É UM PROBLEMA

A única ponte que liga as localidades de Sanga das Pedras (Morro Grande) à Poço Verde (Meleiro) esta com problemas estruturais e ameaça desabar. Uma placa avisa que a carga máxima não deve ser superior a três toneladas, mas alguns caminhões que abastassem aviários da região com ração se aventuram passando pelo local.

Responsáveis pelas prefeituras dos dois municípios dizem que existem projetos para recuperação e/ou construção de uma nova ponte no local, mas desde 1995 quanto foi reconstruída e no natal do mesmo ano foi a estrutura fico comprometida por um forte temporal as localidades enfrentam problemas para passar pelo local. Segundo moradores a ponte existe no local desde a década de 50 e existem motivos suficientes para que a mesma seja reconstruída.

Segundo José Jelcio Bonfante as promessas de melhorias na ponte vem se arrastando há anos. Somente a atual administração de Morro Grande prometeu por duas vezes resolver o problema. A localidade de Sanga das Pedras aguarda um retorno das autoridades competentes.

Tags:
Fonte:
Revista Folha Rural

0 comentário