Alta dos combustíveis impacta nos preços dos fretes agrícolas no RS

Publicado em 24/03/2011 09:43 598 exibições
Segundo os produtores, valor está 8% maior que na safra passada.
O valor do frete para esta safra sofreu reajuste de cerca de 8%, segundo os produtores. Um dos principais motivos apontados pelo setor é a elevação nos preços dos combustíveis. O transporte representa quase 10% do custo de produção.
 
Segundo o presidente da Comissão de Grãos da Farsul, Jorge Rodrigues, o preço médio para uma tonelada de soja, da cidade de Passo Fundo até Rio Grande, por exemplo, está em torno de R$ 60, variando de acordo com a distância. Rodrigues explica que o impacto no custo, no entanto, é o mesmo da safra anterior, já que houve alta no valor das commodities.
 
– O percentual sobre o preço do produto permanece o mesmo. No ano passado nós comercializamos a R$ 35 a saca de soja, enquanto para este ano não é menos de R$ 45. Mas o índice de aumento dos combustíveis deixa os valores neste patamar – salienta.
 
Enquanto isso, o setor de transportes reclama que o valor precisaria ser maior para cobrir os custos do trabalhador. O presidente da Federação dos Caminhoneiros Autônomos dos Estados do Rio Grande do Sul, Éder Dallago, ressalta que os transportadores são reféns da lei da oferta e da procura. Para ele, o valor do frete deveria ser 30% maior.
 
– Precisávamos de um frete, do que eles estão recebendo e vão receber, mais ou menos de 30% acima. É a safra, nós temos que trabalhar e não tem outra alternativa – avalia.
 
Dallago defende uma regulamentação do governo federal para determinar uma tabela de preços para o transporte da colheita do país.
Tags:
Fonte:
Rádio Gaúcha

0 comentário