Suspensão de obras do PAC reforça “Custo Mato Grosso”

Publicado em 17/08/2011 11:46 502 exibições
Os estudos para implantação da Hidrovia Teles Pires/Tapajós – que ligará o Norte de Mato Grosso a Santarém (PA) – corre o risco de não ser incluído no Programa Nacional de Hidrovias (PNH). A informação é de uma fonte do Ministério dos Transportes, e a justificativa é a necessidade de cortes previstos no Programa de Aceleração do Crescimento (PAC). Outra situação de risco aos projetos de infraestrutura que Mato Grosso tanto precisa é a suspensão das obras da Hidrovia do Tocantins e do Porto de Marabá, ambas no Pará. A decisão do governo federal ocorreu no início do mês, logo após as denúncias de corrupção dentro da pasta dos transportes. As obras serão reavaliadas pelo ministro Paulo Sérgio Passos.
 
O gerente da Comissão de Logística da Aprosoja e coordenador do Movimento Pró-Logística, Edeon Vaz Ferreira, explica que tanto a hidrovia quanto o porto são essenciais para que os produtores mato-grossenses, principalmente os localizados na região Nordeste, escoem a produção via Pará. “A produção só tem aumentado, e, com a suspensão das obras, é certo termos prejuízos para todo o setor produtivo”, afirma.
 
Devido à falta de opções em logística, os produtores rurais do estado continuarão na dependência dos portos de Paranaguá (PR) ou Santos (SP) para manter o escoamento da produção agrícola estadual. O problema é o encarecimento do produto devido ao frete feito via rodovia para uma longa distância – um dos componentes do chamado “Custo Mato Grosso”. “O projeto reduziria o quilômetro percorrido, em conjunto com a utilização de um transporte mais barato que é a hidrovia”, explica o gerente da Comissão de Logística da Aprosoja.
 
Ferreira comenta que a BR-163 poderá ser exaurida em curto prazo devido às tomadas de decisões do governo. Ele acredita que a rodovia não conseguirá atender a demanda agrícola da região sem a sobrevivência da Hidrovia Teles Pires/Tapajós. Essa conjuntura acaba atrasando o cronograma de utilização do terminal multimodal a partir de Marabá/PA, previsto para atender a safra 2012/13.
Tags:
Fonte:
Aprosoja

0 comentário