Fazenda de ministro Padilha é autuada por crime ambiental

Publicado em 06/12/2016 06:28 162 exibições

Um juiz de Mato Grosso determinou o bloqueio de R$ 108 milhões em bens do ministro da Casa Civil Eliseu Padilha e mais cinco sócios dele por crimes ambientais ocorridos em duas fazendas localizadas no Estado. As propriedades são localizadas no Parque Estadual Serra Ricardo Franco, em Vila Bela da Santissima Trindade, distante 560 km de Cuiabá.

Na tarde desta segunda-feira (05/12), o ministro, através de nota, informou que foram bloqueados da conta dele R$ 2.067. "Tomei conhecimento da existência de duas ações civis públicas em Vila Bela da Santíssima Trindade, que tratariam de desmatamentos que nunca fiz. Em decorrência, foi bloqueada minha conta corrente bancária com o saldo de R$ 2.067,12, originário de minha aposentadoria. Tão logo tenha conhecimento dos processos manejarei os recursos competentes para demonstrar que tais ações são improcedentes", dizia a nota.

De acordo com a Secretaria Estadual do Meio Ambiente (Sema),houve o desmate irregular de 82 hectares na Fazenda Paredão, sem licença ambiental ou autorização e o valor bloqueado de Padilha e os outros sócios somam R$ R$ 69.896.312,85. 

Já na Fazenda Cachoeira, segundo a Sema, foi constatao o desmatamento irregular de 735 hectares, também sem licença ambiental ou autorização, uso indevido do solo, em desacordo com o Sistema Nacional de Unidade de Conservação (Snuc).  Pelos danos nesta área, a justiça mandou bloquear o valor de R$ 38,2 milhões em bens do ministro e sócios.

Leia a notícia na íntegra no site Revista Globo Rural.

Fonte:
Revista Globo Rural

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

0 comentário