"Aquecimento global é uma doutrina, e não uma ciência" diz presidente Tcheco

Publicado em 28/07/2010 08:48 e atualizado em 28/07/2010 16:39 729 exibições
Famoso Jornal produziu esta pérola de manchete: "Presidente da República Checa é contra o clima." Com um subtítulo igualmente criativo: "Ele não acredita no aquecimento”
Quase despercebido, esteve no Brasil em fins do ano passado o presidente da República Checa, Vaclav Klaus. Em uma de suas intervenções, numa conferência na Fundação Armando Álvares Penteado (FAAP), em São Paulo, ele fez oportunas advertências aos brasileiros sobre o tema do aquecimento global. Para perplexidade geral [ou não], afirmou estar convencido de que não existe aquecimento global antropogênico [derivado das ações humanas] e que, portanto, era contrário à conferência de Copenhague.

“O aquecimento global é uma doutrina, não é uma ciência. Ciência é outra coisa. É um alarmismo. No meu livro Blue Planet in Green Shackles (O Planeta Azul em grilhões verdes), eu pergunto no subtítulo, ‘o que está em perigo: o clima ou a liberdade?’ Pois o que está em perigo é a liberdade e a prosperidade. O clima está OK”, disse Klaus.

Para ele, os líderes mundiais estariam usando o tema das mudanças climáticas como um "escapismo" da realidade:

Para os políticos, esta é uma grande descoberta. Falar sobre algo que só vai acontecer daqui a cem anos. É ótimo prometer algo para 2100. Eles sempre querem escapar e normalmente conseguem algo para uns três anos, mas agora é um escapismo por cem anos.

Mais adiante, ao comentar que o tema sobre mudanças climáticas constitui o único ponto de discordância que tem com o presidente Luiz Inácio Lula da Silva, Klaus revelou-se cético quanto aos anseios do governo do Amazonas, com quem manteve conversas, de receber dinheiro do exterior para pagar compensações que o Brasil espera receber com os acordos climáticos:

Os líderes do governo do Amazonas se mostraram ansiosos com as restrições de Copenhague e vi que eles esperam compensação por não fazerem algumas coisas. Eu perguntei: de onde vocês esperam receber esse dinheiro? Me responderam: Do mundo. Pois, como economista, eu digo: o mundo não tem dinheiro para enviar ao Amazonas.

É oportuno acrescentar que Vaclav Klaus, um dos principais líderes checos no crítico período de transição após a queda do comunismo, já declarou que este último havia sido substituído por um ambientalismo ambicioso. Como afirmou em uma carta enviada em 2007 ao Congresso dos EUA:

Essa ideologia [ambientalismo] afirma que quer proteger a Terra e a natureza, mas com esse slogan - da mesma forma que os marxistas - ela quer substituir a liberdade e o desenvolvimento espontâneo da humanidade por um certo tipo de planejamento central (agora global) de todo o mundo.

Em uma demonstração prática da influência nefasta do ambientalismo nas redações, o famoso jornal não conseguiu ser mais original na manchete da nota que publicou a respeito, na edição de 25 de novembro: "Presidente da República Checa é contra o clima." O subtítulo é igualmente "criativo": "Ele não acredita no aquecimento."O autor ou autora de semelhante "pérola" não desenvolve o argumento de como alguém pode ser "contra o clima", algo semelhante a ser "contra a paisagem".
 
Da MSIa – Movimento de Solidariedade Iberoamericano.
Re-enviada por Telmo Heinen

Fonte:
MSIa

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

4 comentários

  • Vilson Ambrozi Chapadinha - MA

    Só imagino se a pequena era do gelo chegar ,e tem gente afirmando que está bem perto, o pessoal de Copenhague,sim os habitantes,vão pedir uma repetição da conferencia do aquecimento, ao menos ,pra junto dela ,rezar, pro mundo realmente aquecer.Retificando o ultimo PEQUENO PERIODO GLACIAL,foi de 1620 a 1850.

    0
  • Vilson Ambrozi Chapadinha - MA

    A tese que contrapõe a do aquecimento, é a de que estamos iniciando sim um periodo de esfriamento, que se chama ,PEQUENO PERIODO GLACIAL. Prova disso são as´diminuições das explosões solares desde janeiro deste ano.Segundo cientistas isso é natural e ciclico,Já foi vivenciado no seculo19 ,e tambem é complicado.Uns mais malucos falam que para que os humanos mantenham esta população,teremos que emitir sim muitos gases para que o efeito estufa compense o resfriamento,outro já falou que a detonação de parte do arsenal nuclear, já daria para nos aquecer,e,para que continuassemos plantar cereais em latitudes baixas,enfim quem quizer se aprofundar coloque no buscador google as palavras chave tipo;resfriamento,manchas solares ,pequena era glacial.áH em tempo vamos conservar nossas vaquinhas vivas ,sabe-se lá ...

    0
  • Lucas Costa Moterani Machado - MG

    Eu biólogo e também sou agricultor, minha familia lida com a terra a inúmeras gerações, e vivendo nos dois lados da moeda, vejo que sensacionalismo sobre o "aquecimento global" causa pânico que é uma forma bem efetiva de se manipular as massas.

    O que não se pode fazer é justificar todas as ações de preservação sobre o motivo do aquecimento global. Não é por causa do aquecimento global que não se pode destruir a mata ciliar, pois ela evita o assoreamento entre inúmeros outros fatores. Isso também é valido para diferentes ecossistemas que possuem motivos próprios e comuns para não serem destruídos.

    Voltando ao foco do aquecimento global desde que eu fiz a minha faculdade sou de total desacordo com a teoria do aquecimento global da forma que foi apresentada. É muito mais provável que se ocorra o contrario, o ciclo de temperatura da terra esta voltado para um resfriamento não para um aquecimento, e compartilho a opnião de Luis Carlos Molion:

    "Preferia que a Terra se aquecesse, pois os efeitos do resfriamento são bem mais devastadores."

    "Com a preocupação voltada para o suposto aquecimento, os países não estariam se preparando para o resfriamento de forma adequada."

    "O aquecimento global, ao lado do terrorismo e dos golpes na Web, são fobias que a humanidade aprendeu a ter nesta década que findou."

    Eu acredito que o problema de 2010 é: "falta de informação científica confiável." porque as informações científicas lucrativas são financiadas (mesmo que erradas) e as verdadeiras e não lucrativas são ignoradas. "AQUECIMENTO GLOBAL DA DINHEIRO!"

    Agora o "Código Florestal" não tem nada a ver com "Aquecimento Global" o problema é que: o jeitinho brasileiro é um sinônimo de falta de civismo e seguimento das leis, incluindo o Código Florestal com ou sem reforma. O fato é o governo não tem como fiscalizar todo esse território, e se tem não faz.

    "SUSTENTABILIDADE É O FUTURO!" Mais para isso o agricultor precisa de apoio técnico eficaz, se não vira desmatamento!

    0
  • Paulo Renato Coelho Sinop - MT

    Kalkanhar D’Akeles (Norte)

    A mentira do aquecimento global

    Onde estava o GREENPEACE quando o lixo hospitalar e doméstico da Grã-Bretanha foi embarcado para o Brasil? Onde estava o GREENPEACE quando o lixo hospitalar e doméstico da Grã-Bretanha foi desembarcado no Brasil? Onde se esconde o GREENPEACE, agora que o lixo hospitalar e doméstico ITINERANTE está para ser devolvido à Grã-Bretanha? Estava e está, provavelmente, engajado na campanha ambientalista mentirosa do “AQUECIMENTO GLOBAL”...

    Até agora, as medições do mundo real não dão base para nos preocuparmos com um aquecimento catastrófico futuro. Os temores espalhados sobre o aquecimento global constituem o pior escândalo científico da história... Quando o público perceber a verdade, vai se sentir decepcionado com a ciência e com os cientistas. Vivemos numa era de razão, e o alarme pelo aquecimento global parece ciência; mas não é ciência, é propaganda. Não podemos dizer que o CO2 vá dirigir as mudanças climáticas, certamente nunca o fez no passado.

    O movimento ambientalista tornou-se na maior força que impede o desenvolvimento dos países subdesenvolvidos. O aquecimento global transformou-se numa nova religião. Todos aqueles que exigem inverter a curva do aquecimento global com urgência precisam de desligar o pisca-pisca e apresentar algum pensamento sobre o que nós deveríamos fazer se, em lugar do aquecimento global, enfrentássemos um esfriamento global. O CO2 (dióxido de carbono) não é um gás poluente. Ele tem conseqüências positivas, na verdade. Quanto maior for a sua concentração na atmosfera, maior o crescimento das plantas. A actividade do Sol é o principal factor que afecta o clima no planeta, mas quase não é mencionada. (...) Eles [os especialistas] têm medo de falar, são acusados de receber dinheiro da indústria do petróleo.

    O ambientalismo não entendeu o conceito de desenvolvimento sustentável . (...) outra tendência perigosa é tratar o assunto de maneira apocalíptica. Só se prevêem coisas ruins com as mudanças climáticas. É preciso trazer outros pontos de vista. Por exemplo, o desaparecimento da calota polar vai gerar uma economia de combustível inacreditável, porque vai encurtar caminhos na navegação. É preciso lançar um pouco de racionalidade na questão, sobretudo quando se trata de hipótese inverificável. É curioso como os cientistas, senhores da razão e ateus, adoptam uma linguagem totalmente religiosa. Eles falam de toda a teologia do fim dos tempos, das catástrofes, do homem vitimado e castigado com o dilúvio, como Noé. O céu não está a cair, a Terra vem não vem arrefecendo de há dez anos para cá…

    O presente esfriamento não foi premeditado por modelos de computador alarmistas. Os melhores meteorologistas do mundo não podem prever o clima com duas semanas de antecipação, e nem ousam prever o resto do século. Pode Al Gore? Pode John Holdren? Não. Estamos a ser inundados de afirmações de que as provas são claras, de que o debate está encerrado e de que devemos agir imediatamente, mas, de facto, não existem essas provas. O mar não está a crescer, nem cresceu nada nos últimos 50 anos.

    A Terra vem arrefecendo desde 1998, em desafio às predições do IPCC da ONU... A temperatura global em 2007 foi a mais fria numa década e a mais fria do milénio... tal vez seja por isso que o “aquecimento global” está a ser chamado de “mudança climática”. Segundo o Dr. Pal Brekke, físico solar, do Norwegian Space Centre, no Ohio, “quem pretenda que o debate esteja encerrado e que as conclusões são definitivas, pratica uma abordagem fundamentalmente anti-científica numa das questões mais nevrálgicas da nossa época”. Ao longo dos últimos anos têm vindo a ser registados sinais climáticos mais frios do habitual em todo o mundo, levando muitos cientistas a questionar a moda, já muito desactualizada, do alarmismo com o aquecimento global”.

    Quando afirmo que muito provavelmente estamos num processo de arrefecimento , faço-o com dados. Já vi este filme antes, na época do discurso da destruição da camada do ozono por parte dos compostos de clorofluorcarbonos. Começou exactamente com a mesma fórmula de agora. Um terrorismo climático como é “essa” do aquecimento global!

    13:47

    TEMOS QUE ALERTAR A SOCIEDADE BRASILEIRA SOBRE ESSE ASSUNTO TÃO IMPORTANTE.

    0