Falta de saneamento atinge milhões de brasileiros

Publicado em 01/02/2011 13:53 671 exibições
Para especialista em tratamento e qualidade de água já existem soluções para mudar essa realidade

Segundo a Pesquisa Nacional de Saneamento Básico/IBGE(2008), somente 44% dos domicílios do país têm acesso à rede de esgoto e apenas  um em cada três municípios possui um tratamento adequado de saneamento. De acordo com a Organização Mundial de Saúde (OMS) para cada R$ 1,00 investido em saneamento básico são economizados R$ 5,00 em medicina curativa. E mais: de acordo com a Associação Brasileira da Indústria do Cloro, o tratamento da água é responsável pelo aumento da expectativa de vida em 50%.
Para João Luis dos Santos, especialista em tratamento e qualidade de água da Beraca, existem soluções que podem ser acatadas por governos e prefeituras de cada município para solucionar o problema do saneamento básico no país. "A Beraca, por exemplo, auxilia no abastecimento de grandes populações urbanas e rurais, por meio de soluções integradas que colaboram efetivamente para que mais de 47 milhões de pessoas sejam beneficiadas com água tratada e de qualidade", afirma.
O especialista alerta que a maior consequência desse problema é a precária qualidade de vida e saúde da população mais pobre, principalmente da zona rural. "Mais de 75% dos casos de morte de crianças menores de 5 anos ocorrem por diarréia e, de acordo com dados divulgados pelo IBGE, acontecem nas zonas rurais. Mesmo com o avanço da tecnologia, crianças ainda morrem de diarréia por falta de desinfecção da água consumida", explica. "Em breve a Beraca lançará um programa de qualidade de água para atender especialmente o tratamento da água no meio rural", finaliza o especialista.

 CONHEÇA MAIS ALGUNS NÚMEROS:
 •         Segundo estudos do instituto Trata Brasil e da Fundação Getúlio Vargas (FGV), em 2009, dos 462 mil pacientes internados por infecções gastrointestinais associadas à falta de saneamento, 2.101 faleceram;

 •         Ainda de acordo com o mesmo estudo, se o saneamento básico chegasse a todos os lugares, haveria uma redução de 25% nas internações e de 65% na mortalidade, ou seja, 1.277 vidas seriam salvas;

 •         Em Goiânia, das 246 cidades, apenas 69 possuem rede de esgoto e, destas, 60 tratam os efluentes de forma incipiente;

 •         Dados do mapa do Saneamento Básico no país divulgados pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) apontam que 56% da população abastecem-se de água coletada em fontes alternativas sem nenhum tipo de tratamento, como poços, nascentes, açudes, entre outros.
 SOBRE A BERACA:
 A BERACA é atualmente uma das maiores distribuidoras de cloro da América Latina. Por meio de sua divisão _Water Technologies_ disponibiliza ao mercado soluções integradas para o tratamento de águas industriais e saneamento básico. Presente em vários países e em todos os estados brasileiros, a divisão garante o fornecimento de produtos, equipamentos, assistência técnica e prestação de serviços para a desinfecção de águas em diversos processos industriais.

Fonte:
Grupo Imagem

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

0 comentário