Milho: Brasil deve produzir 63,2 mi toneladas na safra 11/12

Publicado em 19/03/2012 09:23 1191 exibições
"Percebe-se um incremento bastante significativo nas áreas cultivadas em Mato Grosso de 122,4% e no Paraná, 38,3%" diz Paulo Molinari, analista sênior da consultoria Safras & mercado.
A safra brasileira de milho 2011/12 poderá alcançar 63,257 milhões de toneladas, segundo a nova estimativa de produção divulgada por SAFRAS & Mercado. Os números ficam aquém das 65,718 milhões de toneladas estimadas inicialmente, mas estão acima das 63,196 milhões de toneladas previstas em janeiro último. A safra tende a superar em quase 7,5 milhões de toneladas as 55,768 milhões de toneladas colhidas na temporada 2010/11.
De acordo com o analista de SAFRAS & Mercado, Paulo Molinari, os ajustes se fizeram necessários novamente considerando os efeitos climáticos registrados nas lavouras com a ocorrência do fenômeno La Niña na safra verão, sobretudo na Região Sul do Brasil. Ele salienta que os efeitos do La Niña foram mais severos no Rio Grande do Sul e Santa Catarina, onde boa parte da produção foi comprometida. No Paraná, por sua vez, as lavouras surpreenderam e conseguiram uma boa recuperação, devendo indicar uma produção até mesmo superior à prevista inicialmente.
Para Molinari, o grande destaque da safra 2011/12 do Brasil fica com a área plantada, que deve chegar a 13,985 milhões de hectares, com incremento de 13,2% frente à safra 2010/11, de 12,359 milhões de hectares. A previsão é de que a safra verão tenha um incremento de 18,8% na área frente aos 4,902 milhões de hectares cultivados na temporada 2010/11, atingindo 5,821 milhões de hectares. "Percebe-se um incremento bastante significativo nas áreas cultivadas em Mato Grosso, de 122,4%, e no Paraná, de 38,3%", sinaliza.
Na safrinha 2012, também conhecida por segunda safra, a estimativa é de que sejam cultivados 5,987 milhões de hectares no Centro-Sul, uma área recorde, que supera em 11,9% os 5,351 milhões de hectares da safrinha 2011. Molinari acredita que expectativa seria de uma área ainda maior para a safrinha 2012 não fossem as dificuldades de cultivo registradas no Paraná, especialmente na região norte do estado, por conta da falta de chuva. "Mesmo assim o indicativo é de uma safrinha com grande área, que supera inclusive os 5,821 milhões de hectares cultivados na safra verão", comenta.
Safra verão é estimada em 28,56 milhões de toneladas
Molinari prevê que seja colhida uma safra verão de 28,566 milhões de toneladas no Centro-Sul do Brasil, contra as 26,614 milhões de toneladas da safra verão 2010/11. "Na estimativa inicial projetávamos uma safra de 30,365 milhões de toneladas. Assim, devem ser colhidas em torno de 1,8 milhão de toneladas a menos que o previsto devido à estiagem", disse.
A produção estimada para a segunda safra de milho é de 27,509 milhões de toneladas, ante 22,837 milhões de toneladas colhidas na safrinha 2011. "O Mato Grosso tem produção prevista de 9,657 milhões de toneladas de milho, seguido pelo Paraná, com 8,911 milhões de toneladas", comenta.
A produtividade média brasileira de milho tende a crescer na safra 2011/12, ficando em 4.523 quilos por hectare, frente ao rendimento médio de 4.452 quilos por hectare da temporada 2010/11. Molinari informa que a produtividade média prevista para a safra verão no Centro-Sul foi revisada para 4.907 quilos por hectare, bem aquém dos 5.429 quilos por hectare registrados na safra 2010/11. No Norte/Nordeste, contudo, o rendimento médio deve avançar de 3.000 para 3.300 quilos por hectare.
A produtividade média estimada para a safrinha 2012 de milho é de 4.595 quilos por hectare, superior a registrada no ano passado, de 4.267 quilos por hectare. "A maior produtividade média está prevista para a região Oeste do Paraná, de 5.700 quilos por hectare", conclui.
Tags:
Fonte:
Agência Safras & Mercado

0 comentário