Milho: Oferta pressiona cotação

Publicado em 27/03/2012 10:08 691 exibições
Aparentemente, o estímulo aos preços decorrente da quebra de produção no Sul do País já foi absorvido pelo mercado, que, agora, passa a precificar a maior disponibilidade de produto em vários estados. Até mesmo no Paraná a oferta deve se estabilizar em relação ao ano anterior e há boas expectativas para a segunda safra. Segundo pesquisadores do Cepea, com o avanço da colheita no Brasil e, consequentemente, com a maior oferta disponível, compradores passaram a pressionar as cotações de milho. Apesar da preferência por se negociar a soja, que também apresenta maior retorno, aos poucos, começa haver necessidade de se vender também o milho para pagamento das despesas operacionais de colheita e, ao mesmo tempo, liberar espaço nos armazéns – em algumas regiões, há déficits expressivos de espaço. Caso produtores decidissem armazenar toda a produção anual, pesquisas do Cepea indicam que os estados mais deficitários seriam Paraná, Minas Gerais e Mato Grosso do Sul.
Tags:
Fonte:
Cepea

0 comentário