Milho: Perspectivas de grande oferta vem pressionando o preço

Publicado em 02/05/2012 10:12 761 exibições
GRANDE OFERTA: Os preços do milho continuam em queda constante, desde quando os principais países produtores do mundo (exceto Argentina) anunciaram aumentar a produção e, em contrapartida, a demanda não acompanhou esse crescimento. Assim que os EUA anunciaram uma área histórica do cereal, o mercado reagiu negativamente e atingiu os preços para exportação. O preço pago pela saca para exportação que estava em US$ 15,76/sc em janeiro caiu para US$ 15,26/sc em março, redução de 3,0%. Em Mato Grosso a queda vem ocorrendo e já é de 15% sobre o maior valor praticado no Estado desde o início de 2012, que foi de R$ 22,90 por saca em Rondonópolis. No mesmo período do ano passado e no mesmo município o preço estava se mantendo elevado, em torno de R$ 22,00 a saca, que, se comparado ao valor atual, era mais de 13% superior. Como ainda não existe um suporte para esses preços, ou seja, algo que garanta que toda a produção projetada será consumida, a tendência é que o mercado do milho continue se desvalorizando, com média atual de preço próxima de R$ 17,00/sc, e o piso desse valor poderá ser definido com a segunda safra brasileira, safra norte-americana e até uma possível grande safra ucraniana.

Clique aqui e confira a análise na íntegra.

Tags:
Fonte:
Imea

0 comentário