Governo promove novo leilão de frete para remoção de milho

Publicado em 28/09/2012 08:27 e atualizado em 28/09/2012 09:09 365 exibições
Operação contribuirá para aumentar o fluxo de transporte do cereal para a Região Nordeste.
A Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) fará novo leilão para contratação de frete e remoção do milho de Mato Grosso e Goiás para a Região Nordeste nesta sexta-feira, 28 de setembro, às 9h. O objetivo é contratar transporte para a remoção de 112,5 mil toneladas do cereal. Os valores considerados para o produto são de R$ 0,21 o quilo para o grão com origem em Mato Grosso e R$ 0,29 o quilo para o cereal originário de Goiás.

Segundo o diretor de Operações e Abastecimento da Conab, Marcelo de Melo, o pregão é mais uma etapa prevista na Portaria Interministerial nº 601, publicada no Diário Oficial da União, no dia 29 de junho, que disponibiliza 400 mil toneladas de milho para venda balcão no Nordeste até o final do ano.

“Já fizemos um leilão com a contratação de 105 mil toneladas no dia 14 de setembro. Esse produto começará a ser transportado na próxima segunda-feira. Com o leilão de amanhã vamos melhorar ainda mais o fluxo de transporte. Agora, não tem mais a alegação das transportadoras, pois o frete está sendo contratado com parâmetros novos, dentro da realidade de mercado”, garante ele.

Melo atribui as dificuldades na remoção a fatores como o bloqueio de rodovias, a supersafra em Mato Grosso e ao aumento das exportações de milho em razão da seca nos Estados Unidos. Nas três primeiras semanas de setembro, o volume embarcado para o exterior foi de 2,32 milhões de toneladas, de acordo com o Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC).
Tags:
Fonte:
Mapa

1 comentário

  • Telmo Heinen Formosa - GO

    Incrivel como mais uma vez parcela de brasileiros está debruçada numa discussão sobre os efeitos em vez de descobrir e analisar as causas. Salta aos olhos que a falta de milho na região Sul deveu-se muito mais ao excesso de "bichos" para comê-lo do que culpa da CONAB para promover remoção de locais longínquos para lá, às custas do contribuinte. DEIXEM o Mercado funcionar....

    0