Primeiro leilão de compra de milho para o NE negociou todos os lotes

Publicado em 28/03/2013 08:19 475 exibições
O leilão para compra das 50 mil toneladas de milho realizado hoje (27) pela Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) fechou toda negociação, com um deságio médio de 16,6% nos preços dos 33 lotes pretendidos e um gasto de R$ 35,7 milhões. A operação foi considerada excelente, segundo a equipe técnica. O próximo leilão está previsto para a primeira quinzena de abril.

O maior preço de abertura, por exemplo, estabelecido para a região de Senador Pompeu/CE, cujo preço de abertura do quilo do grão era de R$ 0,94, foi negociado com deságio, por R$ 0,74. Assim ocorreu com os demais lotes, numa demonstração, segundo os técnicos da Conab, de maior interesse dos negociadores pelos planos de abastecimento emergencial do governo.

A modalidade adotada, de entrega do produto ensacado, além do oferecimento de um preço adequado a cada destino, deu mais mobilidade na negociação, o que deve se refletir de forma positiva nas próximas operações. O produto será destinado a pequenos criadores de aves, suínos, bovinos, caprinos e ovinos, sediados nos municípios da área de atuação da Superintendência do Desenvolvimento do Nordeste (Sudene), que utilizam o produto na ração animal.

O grão deve chegar às regiões entre 8 de abril e 8 de maio, de acordo com o aviso de compra. Entre os estados, estão Alagoas, Bahia, Ceará, Espírito Santo, Maranhão, Minas Gerais, Paraíba, Pernambuco, Piauí, Rio Grande do Norte e Sergipe.

A operação foi a primeira de uma série de seis leilões previstos na Portaria Interministerial n° 115, publicada no Diário Oficial no início deste mês, para a compra de 300 mil toneladas de milho para reabastecer estoques do Programa de Venda em Balcão.

Tags:
Fonte:
Conab

0 comentário