Leilões de Pepro e Contratos de Opção abasteceram mercado de milho em julho

Publicado em 30/07/2013 15:47
565 exibições

Em julho a Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) deu início às operações de subvenção de milho para o Mato Grosso (MT), em atendimento à Portaria nº 496 do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento. O instrumento utilizado foi o leilão de Prêmio Equalizador Pago ao Produtor Rural (Pepro).

Por meio da Portaria, o governo federal autorizou a liberação de até R$ 700 milhões com o objetivo de sustentar o preço do cereal no Estado, uma vez que este vem sendo vendido abaixo do preço mínimo garantido pelo governo federal.

Os leilões de Pepro ocorreram nos dias 16 e 24 de julho. Com isso, o governo garante o prêmio para a venda e o escoamento de quase 2 milhões de toneladas de milho para os locais definidos nos editais. Esta quantidade representa um valor previsto de subvenção de mais de R$ 115 milhões.

O Pepro é um prêmio que só pode ser adquirido pelo produtor rural ou sua cooperativa, desde que comprovada  a venda do seu produto no mínimo pela diferença entre o valor do prêmio de fechamento no leilão e o  preço mínimo estabelecido pelo governo federal. Os vencedores se comprometem a comercializar o produto e escoá-lo para as localidades determinadas no edital do leilão. Por meio do Pepro o governo ajuda na sustentação do preço ao produtor e, ao mesmo tempo, garante o abastecimento do produto nas regiões deficitárias, a preços justos. Os produtores arremantantes do prêmio poderão vender o milho aos segmentos econômicos definidos nos avisos específicos.

Contratos de Opção – Em julho, a Conab também atuou no mercado de milho por meio da oferta de Contratos de Opção de Venda (COV). No dia 19, foram negociados 11.299 títulos para produtores do Estado do Mato Grosso (MT). Desta vez, a medida atendeu a outra portaria 330, que visa garantir aos produtores rurais o direito de venda do produto ao governo, a preços justos, por um prazo determinado, caso o preço de mercado à época esteja abaixo do preço de exercício negociado no aviso.

Tags:
Fonte: Conab

0 comentário