Milho: Em julho, desvalorização do cereal foi de 9% no mercado interno

Publicado em 06/08/2013 10:34 e atualizado em 06/08/2013 11:24
430 exibições

As cotações do milho seguem em forte queda no Brasil, especialmente nas praças produtoras. Considerando-se a série histórica do Cepea das regiões do Paraná e do Centro-Oeste, em temos reais (deflacionada pelo IGP-DI de junho/13), os atuais preços do milho têm se aproximado dos menores patamares em 14 anos. Segundo pesquisadores do Cepea, a colheita da segunda safra satisfatória, problemas logísticos e de qualidade do cereal brasileiro, aliados ao ritmo de produção aquecido nos EUA e na Argentina têm intensificado as baixas. Na média das regiões acompanhadas pelo Cepea, os preços baixaram quase 9% em julho tanto no mercado de balcão (recebido pelo produtor) quanto no de lotes (negociações entre empresas com o produto limpo e seco). No curto prazo, os valores do milho no porto também têm reduzido. Em julho, as quedas nos portos de Paranaguá (PR) e de Santos (SP) superaram os 11%. Esse cenário pode dificultar possíveis reações nos preços nas regiões produtoras. Para agravar a situação, os preços nas bolsas de futuros também estão em queda. O pequeno alívio pode vir das exportações brasileiras de milho, que começaram a reagir em julho, apesar de ainda serem menores que as de julho de 2012.

Tags:
Fonte: Cepea

Nenhum comentário