Com atrasos em Paranaguá, porto de Rio Grande escoa safra de milho de outros Estados

Publicado em 22/08/2013 08:20
541 exibições

A safra de milho acima da média registrada em Mato Grosso, Mato Grosso do Sul e Paraná teve reflexos no Rio Grande do Sul. Sem espaço para garantir o escoamento por Santos-SP e Paranaguá-PR, o porto de Rio Grande, no sul do Estado, é o caminho encontrado para garantir a exportação dos grãos.

Enquanto em Paranaguá, o tempo de espera de um navio para poder operar é de 90 dias, em Rio Grande, cada embarcação conclui o embarque da carga em até quatro dias. Como o custo dos navios passam dos R$ 120 mil por dia, os exportadores concluíram que vale mais a pena encarar os mais de 2,5 mil km de estradas entre os produtores e o porto gaúcho. Assim, caminhões voltam a percorrer as rodovias do sul do Estado com o grão.

Leia a íntegra no Zero Hora

Tags:
Fonte: Zero Hora

0 comentário