Milho: clima quente e seco deu sustentação aos preços no mercado interno

Publicado em 10/02/2014 07:38 613 exibições

Os preços do milho ganharam sustentação nas últimas semanas com o calor e a falta de chuva em algumas regiões produtoras do Brasil.

A preocupação é com as possíveis quedas no rendimento das lavouras de primeira safra e atrasos no plantio da segunda safra ou safra de inverno.

Na região de Campinas-SP, a saca de 60 quilos está sendo comercializada por R$27,00 em fevereiro. A alta é de 5,9% em relação ao preço médio de janeiro último.

Na comparação com fevereiro de 2013, o milho segue mais barato. Naquela oportunidade a saca estava cotada em R$32,53, em média, em valores nominais.

Em curto e médio prazos, os agentes de mercado devem seguir acompanhando a situação das lavouras de verão e o avanço do plantio do milho de segunda safra no país.

Por fim, os elevados estoques de passagem e o aumento da disponibilidade interna do grão, com o início da colheita da primeira safra, são fatores que devem segurar as altas neste momento.

Tags:
Fonte:
Scot Consultoria

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

Ao continuar com o cadastro, você concorda com nosso Termo de Privacidade e Consentimento e a Política de Privacidade.

0 comentário