Milho: USDA reporta aumento na produção mundial e preços recuam na CBOT

Publicado em 10/03/2014 18:07 774 exibições

As cotações futuras do milho negociados na Bolsa de Chicago (CBOT) fecharam a sessão desta segunda-feira (10) do lado negativo da tabela. Ao longo das negociações, os preços da commodity ampliaram as perdas e terminaram o pregão com mais de 9 pontos de queda. O vencimento maio/14 era cotado a US$ 4,78 por bushel.

As informações divulgadas pelo novo relatório de oferta e demanda do USDA (Departamento de Agricultura dos Estados Unidos) exerceram pressão negativa aos preços na sessão desta segunda-feira. O órgão reportou um aumento na produção mundial de milho, que passou de 966,63 milhões para 967,52 milhões de toneladas.

Do mesmo modo, os estoques globais apresentaram uma leve revisão positiva para 158,47 milhões de toneladas, contra 157,30 milhões de toneladas. Em contrapartida, os estoques norte-americanos de milho foram estimados em 36,98 milhões de toneladas, número menor do que o divulgado no último relatório, de 37,62 milhões de toneladas. 

O USDA ainda projetou as exportações dos EUA em 41,96 milhões de toneladas, frente às 40,64 milhões de toneladas em fevereiro. Já os números da produção, produtividade e área plantada e colhida vieram em linha com o divulgado anteriormente pelo departamento norte-americano.

A produção brasileira de milho foi mantida em 70 milhões de toneladas, assim como, a safra da Argentina em 24 milhões de toneladas. Para a China, o órgão também manteve o número de 217 milhões de toneladas. A safra da Ucrânia deverá somar 30,9 milhões de toneladas. 

Ainda hoje, o departamento norte-americano anunciou as vendas semanais do milho dos EUA em 933.974 toneladas, na semana encerrada no dia 6 de março. Na semana anterior, o volume foi de 1.057.113 toneladas (número revisado). No mesmo período do ano passado, o número era de 369.435 toneladas. 

Tags:
Por:
Fernanda Custódio
Fonte:
Notícias Agrícolas

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

0 comentário