Milho: Preços refletem exportações da Ucrânia e recuam na CBOT

Publicado em 17/03/2014 11:04 e atualizado em 17/03/2014 12:15 831 exibições

As cotações futuras do milho negociados na Bolsa de Chicago (CBOT) iniciaram a semana operando com leves perdas. Ao longo das negociações, os principais vencimentos da commodity diminuíram as perdas e, por volta das 10h49 (horário de Brasília), as quedas eram de 5 a 5,25 pontos.

De acordo com informações divulgadas pela agência internacional Bloomberg, mesmo em meio à tensão sobre a região da Crimeia, a Ucrânia tem conseguido realizar suas exportações, situação que pressiona negativamente os preços em Chicago. O país é o terceiro maior exportador de milho e sexto maior em trigo.

Na última semana, os embarques de milho ucranianos totalizaram 700 mil toneladas, dos quais, 50 mil toneladas foram compradas pela China. Ainda segundo a agência, o volume exportado foi o maior feito pelo país desde o início da temporada comercial.

Por outro lado, segundo analistas, os fundamentos continuam firmes para o mercado de milho. Nesta segunda-feira, o USDA (Departamento de Agricultura dos Estados Unidos) reportou a venda de 107.400 mil toneladas de milho norte-americano para o México. O volume deverá ser entregue na safra 2013/14. 

Tags:
Por:
Fernanda Custódio
Fonte:
Notícias Agrícolas

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

0 comentário