Milho: Após perdas da última sessão, preços operam em alta na CBOT

Publicado em 22/04/2014 09:04 660 exibições

As cotações futuras do milho negociadas na Bolsa de Chicago (CBOT) operam com ligeiras altas nesta terça-feira (22). Após as quedas registradas na sessão anterior, os preços da commodity exibem leves ganhos e, por volta das 8h48 (horário de Brasília), registravam altas entre 3,50 e 4,00 pontos.

Apesar do cenário fundamental positivo, as cotações têm oscilado conforme as notícias de previsão climática para os Estados Unidos. Segundo as últimas previsões, as temperaturas deverão ficar mais altas em partes do Meio-Oeste norte-americano, o que poderia favorecer o avanço na semeadura da safra 2014/15.

No entanto, o USDA (Departamento de Agricultura dos Estados Unidos) anunciou nesta segunda-feira (21), que o plantio do milho norte-americano alcançou 4% da área até o dia 20 de abril. O índice é menor do que o registrado no mesmo período do ano passado de 6% e da média dos últimos cinco anos, de 14%.

Veja como fechou o mercado nesta segunda-feira:

Milho fecha em queda na CBOT com previsão de clima favorável nos EUA

Por Carla Mendes

Nesta segunda-feira (21), os futuros do milho fecharam o pregão com ligeiras baixas na Bolsa de Chicago. O vencimento maio encerrou os negócios perdendo 6,25 pontos e terminou o dia cotado a US$ 4,88 por bushel, enquanto o julho recuou 6,75 pontos e terminou valendo US$ 4,93. Todas as principais posições já operam abaixo dos US$ 5,00 por bushel. 

Segundo analistas, o mercado internacional do cereal é pressionado pelas previsões de uma melhora no clima dos Estados Unidos, o que poderia favorecer os trabalhos de plantio da nova safra norte-americana. No início da janela de semeadura, as principais regiões produtoras do país sofreram com baixas temperaturas e até mesmo a incidência de neve.  

"Estava muito frio nos Estados Unidos até o final da última semana, e agora temos a previsão de um clima mais ameno, com um aumento das temperaturas. Isso poderia propiciar um avanço do plantio no país, há ainda algumas chuvas previstas para o final de semana, que poderiam ajudar na germinação, então, com o plantio do milho antecipado em relação à soja poderia estar pressionando um pouco o mercado", explicou Vinícius Ito, analista de mercado da Jefferies Corretora. 

Tags:
Por:
Fernanda Custódio
Fonte:
Notícias Agrícolas

0 comentário