Milho: Sem novidades, mercado recua pelo 3º dia consecutivo na CBOT

Publicado em 16/05/2014 08:46 617 exibições

Nesta sexta-feira (16), os futuros do milho negociados na Bolsa de Chicago (CBOT) trabalham no vermelho. Pelo terceiro dia consecutivo, os preços recuam e, por volta das 8h24 (horário de Brasília), as principais posições da commodity exibiam ligeiras quedas entre 0,25 e 1,25 pontos. O contrato julho/14 era negociado a US$ 4,83 por bushel.

No último pregão, o vencimento julho/14 perdeu um importante patamar de suporte de US$ 4,85 por bushel. Sem novidades que possam impulsionar as cotações do cereal, o mercado segue em baixa ainda refletindo a evolução no plantio do grão norte-americano. Após as especulações de clima desfavorável nos EUA, os produtores norte-americanos aceleraram a semeadura do milho, que atingiu 59% até o dia 11 de maio, contra 29% divulgado anteriormente.

Em alguns estados do país, o clima tem sido favorável ao término do cultivo do grão. Entretanto, outras regiões, como Dakota, Minnesota, Michigan, ainda têm dificuldades em finalizar a semeadura, uma vez que as temperaturas ainda são baixas para a época do ano. Inclusive, analistas relatam que há rumores de nessas localidades alguns produtores poderiam estar convertendo áreas de milho para a soja. 

Por outro lado, a demanda pelo cereal norte-americano que permanecia forte nas últimas semanas recuou. Nesta quinta-feira, o USDA (Departamento de Agricultura dos Estados Unidos) reportou as vendas semanais da safra 2013/14 em 343 mil toneladas, número maior do que a última semana, de 161,3 mil toneladas, mas 39% menor do que a média das últimas semanas. Igualmente, as vendas da safra nova reduziram de 121,1 mil toneladas para 47,3 mil toneladas.

Tags:
Por:
Fernanda Custódio
Fonte:
Notícias Agrícolas

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

0 comentário