Preço mínimo do milho deve subir em MT

Publicado em 18/08/2014 10:11 556 exibições

Valor foi sinalizado pelo Ministro da Agricultura, Neri Geller, durante Circuito Aprosoja em Nova Mutum. Aprosoja-MT pede R$ 17,84

Fixado atualmente em R$ 13,52, o preço mínimo do milho vai subir em 2014. A afirmação foi feita durante o Circuito Aprosoja em Nova Mutum pelo Ministro da Agricultura, Neri Geller. De acordo com ele, o valor é definido pelos custos variáveis de produção – cálculo esse que cabe à Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) e que está em torno de R$ 14,50, R$ 14,60.

Apesar da projeção de alta, a Associação de Produtores de Soja e Milho de Mato Grosso (Aprosoja-MT), trabalha com outro valor. “Já enviamos à Secretaria de Política Agrícola um estudo sinalizando o valor de R$ 17,84, a partir de uma análise detalhada feita pelo Instituto Mato-grossense de Economia Agropecuária (Imea)”, afirma o presidente da entidade, Ricardo Tomczyk.

“Obviamente, se houver questionamento sobre o valor proposto, vamos analisar. Estamos abertos para discutirmos com os técnicos das entidades que representam o setor produtivo.  Faz parte do processo”, antecipou Neri Geller. 

De acordo com o ministro, a Secretaria de Política Agrícola está avaliando esses estudos, para então levar a proposta para validação junto ao Conselho Monetário Nacional (CMN). A intenção é que o preço mínimo seja definido em breve para entrar em vigor em janeiro de 2015.

Saiba Mais

Até meados da década de 1970, o Brasil era um tradicional importador de alimentos. Como forma de estimular a produção de alimentos como o milho, essencial para a segurança alimentar nacional e fundamental para a produção de aves e suínos, o Governo Federal criou uma série de políticas agrícolas. O objetivo era garantir condições de produção, assegurando renda mínima aos produtores.

Um dos mecanismos mais importantes dessas políticas agrícolas é o estabelecimento de preços mínimos estaduais por produto, que são definidos anualmente para o próximo exercício (ano civil). Funcionam como uma referência para o Governo Federal: quando o mercado passa a trabalhar com valores abaixo desse patamar, é momento de intervenção oficial para a equalização dos preços, garantindo ao produtor o mínimo necessário para manter a produção.

Tags:
Fonte:
Aprosoja MT

0 comentário