Milho: Primeiro leilão de Pepro negocia 85,52% do volume total ofertado

Publicado em 20/08/2014 12:31 983 exibições

Nesta quarta-feira (20), a Conab (Companhia Nacional do Abastecimento) realizou a primeira operação de leilão de Pepro (Prêmio Equalizador Pago ao Produtor Rural). Do total ofertado, cerca de 1,050 milhão de toneladas, a companhia negociou 898 mil toneladas de milho, equivalente a 85,52% do volume.

No Mato Grosso, para a região 1, Norte do estado, houve demanda de 100% para os lotes e o prêmio divulgado pela companhia inicialmente foi de R$ 4,062. A região 2, Centro Norte, as 350 mil toneladas foram negociadas, com prêmio de R$ 3,564. 

Já a região Centro Sul negociou 200 mil toneladas ofertadas e o prêmio de R$ 1,962, assim como, a região 5, a Sudeste que também comercializou as 50 mil toneladas do grão ofertadas, com prêmio de R$ 0,642. Em contrapartida, a região 4, a Nordeste, a procura foi de 8 mil toneladas e, somente 8% das 100 mil toneladas ofertadas foram negociadas. Para a localidade, a Conab divulgou o valor do prêmio em R$ 0,276.

Para o estado de Goiás, a demanda foi de 100% para as 75 mil toneladas ofertadas, com prêmio inicial de R$ 1,098. No Mato Grosso do Sul, apenas 20% do volume ofertado, de 75 mil toneladas, foi negociado, o equivalente a 15 mil toneladas e o prêmio de R$ 1,626.

Ao todo, o Governo deverá destinar em torno de R$ 500 milhões para a realização dos leilões, que estavam sendo solicitados pelos representantes do setor, após as quedas expressivas nos valores praticados no mercado interno. A operação é um mecanismo adotado pelo Governo para dar sustentação aos preços do milho nas regiões produtoras onde a ampla oferta pressiona as cotações. 

Frente ao avanço da colheita da segunda safra, estimadas em 46.872,6 milhões de toneladas pela Conab, os preços baixaram e, em muitas localidades, especialmente, no Mato Grosso, estão abaixo do preço mínimo fixado pelo Governo, de R$ 13,52 a saca. 

Tags:
Por:
Fernanda Custódio
Fonte:
Notícias Agrícolas

0 comentário