Milho: Em agosto, exportações totalizam 2,458 milhões de toneladas e ficam abaixo da expectativa do mercado

Publicado em 01/09/2014 17:19 447 exibições

Em agosto, as exportações de milho totalizaram 2,458 milhões de toneladas, com média diária de 177 mil toneladas. O número ficou abaixo do esperado pelos participantes do mercado, que acreditavam que o volume pudesse alcançar 3 milhões de toneladas. Ainda assim, a quantidade embarcada representa um crescimento de 355% sobre o mês de julho.

No mesmo período, as exportações renderam ao país cerca de US$ 474,7 milhões, com média diária de US$ 22,6 milhões. Já o preço médio da tonelada chegou o mês a US$ 193,10. Em comparação com julho, o valor médio embarcado registrou um aumento de 338%, mas um recuo de 3,6% na cotação média. 

Em relação a agosto de 2013, houve uma redução de 29,7% no valor total embarcado. A quantidade embarcada também é maior e o número atual representa uma diminuição de 15,6% e uma queda de 16,7% no preço médio. As informações são do Ministério do Desenvolvimento Indústria e Comércio Exterior e foram reportadas pela Secretaria de Comércio Exterior nesta segunda-feira (1). 

Exportações de etanol

A Secretaria também divulgou os números das exportações de etanol brasileiras. Ao final de agosto, os embarques somaram 78,4 milhões de litros, com média diária de 3,7 milhões de litros. Em julho, o volume exportado foi de 90,7 milhões de litros, com média diária de 3,9 milhões de litros.

E os embarques renderam ao Brasil cerca de US$ 49,5 milhões, com média diária de US$ 2,4 milhões e o preço médio ficou em US$ 632,00 (FOB) por metro cúbico. A receita obtida em agosto ficou abaixo do registrado em julho, de US$ 57,3 milhões, consequentemente, a média diária também é menor do que o observado no mês anterior, de US$ 2,5 milhões. 

Na relação com o mesmo período do ano passado, as exportações de etanol recuaram 83,5% na média diária em receita, de US$ 14,3 milhões. O volume embarcado também registrou queda de 83,1%, com 485,7 milhões de litros. Por fim, a queda no preço diário foi de 2,3%, no ano anterior, a cotação foi de US$ 647,20 por metro cúbico.

Tags:
Por:
Fernanda Custódio
Fonte:
Notícias Agrícolas

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

0 comentário