Milho: Após atraso na soja, PR e SP revisam 2ª safra

Publicado em 25/11/2014 13:34 295 exibições

Paraná e São Paulo seguem o diagnóstico de Mato Grosso e planejam reduzir a área plantada na segunda safra (safra de inverno). O atraso no plantio da soja no verão, resultado de uma seca entre a segunda quinzena de setembro e a primeira de outubro, vai comprometer a janela de plantio do milho, cultura que ganha os campos após a colheita da oleaginosa. A constatação é da Expedição Safra, que percorreu cerca 2 mil quilômetros na última semana pelas regiões produtoras dos Campos Gerais, Norte paranaenses, além do Sul de São Paulo.

O problema com o clima é mais grave ao Norte, onde o volume de chuvas chegou a ficar 70% abaixo do normal, conforme produtores e cooperativas visitados. “Temos áreas em excelentes condições de desenvolvimento e microrregiões que podem sofrer uma catástrofe de produtividade, pois chegaram a ficar 50 dias sem água. São as mesmas regiões que tiveram quebra no ano passado”, revela o coordenador técnico da Cocamar, Emerson Nunes. A cooperativa, que atua em 667 mil hectares no Norte do Paraná, acredita que a área semeada com milho terá uma redução de 12% em relação à previsão inicial. Com isso, o cereal deve ocupar 394 mil hectares, contra uma previsão de 448 mil hectares. Quem ganhará terreno é o trigo, estima o técnico, após fazer levantamento com as unidades da empresa. A cooperativa também revisou para baixo o potencial produtivo das lavouras, de 3.300 kg/ha (55 sacas por hectare) para 3.070 kg/ha (51 sacas por hectare).

Confira a notícia na íntegra no site da Gazeta do Povo

Tags:
Fonte:
Gazeta do Povo

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

0 comentário