Após quedas intensas, milho opera estável em Chicago nessa terça-feira

Publicado em 07/05/2019 09:26
215 exibições

LOGO nalogo

Os preços internacionais do milho futuro registraram grandes quedas na última segunda-feira. Após esse dia bastante conturbado, a Bolsa de Chicago (CBOT) opera com estabilidade e leves ganhos nessa terça-feira (07), com as principais cotações apresentando valorizações entre 0,25 e 0,75 ponto por volta das 09h00 (horário de Brasília).

O vencimento maio/19 era cotado à US$ 3,55, o julho/19 valia US$ 3,65 e o setembro/19 era negociado por US$ 3,72.

O mercado de ontem ficou marcado pela repercussão das postagens feitas pelo presidente americano Donald Trump que disse que as tarifas de US $ 200 bilhões em bens chineses aumentariam de 10% para 25% na próxima sexta-feira, com novas penalidades também impostas, porque a China estava arrastando seus pés nas negociações.

Porém, a divulgação do novo reporte semanal de acompanhamento de safras do USDA (Departamento de Agricultura dos Estados Unidos), realizado no final da tarde de segunda-feira, mostrou que o plantio já foi concluído em 23% da área, com um avanço de 8 pontos percentuais em relação à semana anterior. O mercado esperava algo entre 23% e 30%. Em 2018, neste mesmo período, o total era de 36% e a média plurianual, ainda segundo o USDA, é de 46%.

Confira como foi o relatório do USDA:

>> USDA: Plantio de soja e milho dos EUA mostra atraso em relação a 2018 e últimos 5 anos

Esse avanço na semeadura americana deu sustentação às cotações para permanecerem estáveis, mas ainda no lado positivo da balança nesse início de dia.

Confira como fechou o mercado na última segunda-feira:

>> Trump e avanço do plantio americano pressionam cotações do milho em Chicago nesta 2ª-feira

Tags:
Por: Guilherme Dorigatti
Fonte: Notícias Agrícolas

Nenhum comentário