INTL FCStone prevê mais milho do que nunca

Publicado em 03/06/2019 12:34
555 exibições
Exportações do cereal acompanham otimismo da produtividade e já mostram aquecimento

Motivada pelo otimismo da segunda safra de milho, cuja colheita já começou em alguns estados, como Mato Grosso e Paraná, produção brasileira deve atingir nível recorde no ciclo 2018/19, de 98,2 milhões de toneladas, segundo revisão de junho da consultoria INTL FCStone.

Do total, a fatia correspondente à 'safrinha' aumentou 2,5% neste novo cálculo, passando de 68,5 para 70,2 milhões de toneladas, nível também recorde para a safra de inverno.

"O otimismo quanto aos resultados da safrinha é generalizado, incluindo estados do MATOPIBA [região que compreende os estados do Maranhão, Tocantins, Piauí e Bahia]", destaca a analista de mercado da INTL FCStone, Ana Luiza Lodi.

O aumento da produção de milho deve resultar em estoques ainda maiores, estimados em 17,9 milhões de toneladas.

Esse nível de estoques ocorre mesmo com o aumento da expectativa para as exportações, que passaram de 32 para 33 milhões de toneladas, de acordo com expectativa do grupo, nível recorde.

"As exportações do cereal já começaram a se aquecer, antes do período usual, a partir do segundo semestre, e há muitas preocupações com a produção norte-americana", ressalta Ana Luiza.

Soja

A estimativa de safra 2018/19 de soja está mantida em produção pouco acima de 116,5 milhões de toneladas, com ajuste na produção paulista, passando de 3,45 para 3,52 milhões de toneladas. "Apesar de não ter sido recorde, o resultado da safra brasileira de soja ficou consideravelmente acima de estimativas anteriores, em torno de 112 milhões de toneladas", resume a analista de mercado da INTL FCStone, Ana Luiza Lodi.

Tags:
Fonte: INTL FCtone

Nenhum comentário