Milho: Mercado futuro inicia a sessão nesta 3 ª feira em campo positivo na Bolsa de Chicago

Publicado em 10/09/2019 09:19 e atualizado em 10/09/2019 12:04
182 exibições

LOGO nalogo

As cotações futuras do milho iniciaram a sessão nesta terça-feira (10) em campo misto na Bolsa de Chicago (CBOT). Os principais vencimentos registravam altas de 3,25 a 4,25 pontos, por volta das 09h04 (Horário de Brasília). O contrato setembro/19 operava a  US$ 3,44 por bushel, enquanto, o vencimento dezembro/19 trabalhava a US$ 3,58 por bushel.

Segundo análise de Bryce Knorr da Farm Futures, os futuros dos grãos estão operando com altas nesta manhã, isso está sendo motivado pelas as quedas nas condições de safra para o milho. “Essa queda na estimativa da safra do milho do relatório desta segunda-feira é uma evidência sólida de que o rendimento pode ser menor no próximo relatório do Departamento de Agricultura dos Estados Unidos, na próxima quinta-feira”, relatou knorr.  

Nesta segunda-feira, o Departamento de Agricultura dos Estados Unidos (USDA) divulgou seu novo relatório de inspeção de exportações, que segundo o analista de grãos da Farm Futures, Ben Potter, não teve muitas notícias positivas para compartilhar.

“As inspeções de exportação continuam a ficar abaixo do esperado, à medida que as campanhas de 2019 começam para o milho e para a soja. Os totais de milho e soja não significam muito sozinhos, porque cobrem apenas os primeiros cinco dias da nova campanha de marketing”, aponta o analista de grãos da Farm Futures, Bryce Knorr.

De acordo com as informações divulgadas na Reuters com base nos dados da Conab, a colheita total de milho foi projetada em quase 100 milhões de toneladas, com aumento na segunda safra de 36,9%, para recorde de 73,8 milhões de toneladas. Dessa forma, o Brasil poderá exportar um recorde de 35 milhões de toneladas, ante cerca de 24 milhões na temporada passada. A Conab elevou em 500 mil toneladas sua projeção de embarques ante levantamento de agosto.

Leia mais: 

>> Brasil fecha safra 2018/19 com recorde de 242,1 mi t, com impulso do milho e algodão

Confira como fechou o mercado na segunda-feira:

>> Milho: Cotações encerram a segunda-feira com leves baixas em Chicago

Tags:
Por: Andressa Simão
Fonte: Notícias Agrícolas

0 comentário