Produtores de Milho pedem agilidade em leilões em Mato Grosso

Publicado em 29/03/2010 08:53 416 exibições

Os produtores de milho de Mato Grosso formularam um documento pedindo agilização e adiantamento dos leilões realizados pelo governo federal, via Companhia Nacional do Abastecimento (Conab).

A carta será entregue na próxima semana pela Associação dos Produtores de Soja e Milho de Mato Grosso (Aprosoja) para evitar prejuízos ao setor devido ao excesso de produção no Estado.

Na safra passada, 2008/2009, 73% da produção do Estado foi subsidiada ou comprada pelo governo federal, totalizando 6,9 milhões de toneladas das 8,5 milhões de toneladas colhidas, chegando a R$ 789 milhões.

Segundo o presidente da Aprosoja, Gláuber Silveira, a preocupação está se os leilões atrasarem como no ano passado em que as ofertas só começaram em agosto. “Queremos que o primeiro leilão aconteça logo em abril. Os produtores já estarão colhendo e se não for comercializado não terá como armazenar a produção”, disse Gláuber.

A produção deste ano deve superar em 10,47% a safra passada, quando a oferta total chegou a 9,07 milhões de toneladas, incluindo produção e estoque remanescente. Este ano, a provável oferta deve ser de 10,02 milhões de toneladas. O preço mínimo do milho estipulado pelo governo federal este ano foi fechado em R$ 13,98 – 78 centavos a mais que na safra 08/09.

Tags:
Fonte:
Folha do Estado

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

0 comentário