MS pede R$ 5 mi da União para escoar milho safrinha

Publicado em 07/05/2010 09:30 336 exibições
Líder da bancada federal de Mato Grosso do Sul, o deputado Waldemir Moka (PMDB) esteve nessa quarta-feira (5) reunido com o ministro da Agricultura, Wagner Rossi, para levar uma carta assinada pelo governador André Puccinelli (PMDB) e dirigentes da Federação da Agricultura e Pecuária de Mato Grosso do Sul (Famasul) para que a União libere recursos para escoar a safrinha.

Para isso, o governo pede que essa ajuda seja feita através do Prêmio de Escoamento de Produto (PEP) e Prêmio Equalizador Pago ao Produtor (Pepro). As informações foram passadas pelo presidente da Famasul, Eduardo Riedel.

Segundo Riedel, na carta o governo e a Famasul pedem que a União adquira R$ 5 milhões em milho safrinha do Bolsão através da Aquisição do Governo Federal (AGF). Ele explica ainda que esse recurso ajudará a escoar 1,2 milhão de tonelada do milho safrinha.

Riedel escalrece que uma das grandes preocupações no escoamento é o armazenamento dos grãos.

Pepro é oferta de prêmio equalizador a ser pago ao produtor rural e/ou sua cooperativa pela venda e o escoamento do produto, como garantia do valor de referência, nas condições e abrangências previstas neste Regulamento e no Aviso específico estabelecido pelo Governo Federal. Já o PEP foi implantado para garantir ao produtor o preço mínimo, equalizando os custos elevados do frete para transportar a produção da lavoura à indústria.

Tags:
Fonte:
Capital News

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

0 comentário