Leilão de milho: Apenas duas regiões de MT registraram demanda de 100%

Publicado em 28/05/2010 06:54 315 exibições

O primeiro leilão de Prêmio de Escoamento de Produto (PEP) para o milho, realizado ontem (27), negociou subsídio para 717,6 mil toneladas das 1 milhão de t ofertadas, ou 71,78% do total. Sobraram, portanto, 282,239 mil toneladas. O valor da operação foi de R$ 56,731 milhões. Somente em Goiás e Paraná, onde a oferta era, respectivamente, de 130 mil e 120 mil toneladas, a demanda foi de 100%.

Em Mato Grosso o leilão foi dividido em seis regiões, registrou demanda de 100% em apenas duas das áreas. Na região 1, quem compreende municípios como Sinop, Colíder e Castanheira, o prêmio de R$ 6,84/saca caiu para R$ 6,78/saca (-0,87%), com todas as 165 mil toneladas negociadas. Na região 2, de Lucas do Rio Verde e Sorriso, o volume comercializado foi de 115 mil toneladas e o subsídio sofreu um deságio de 7,21%, de R$ 6,24/saca para R$ 5,79/saca.

Nas demais regiões mato-grossenses a demanda foi pontual. Na região 3, dos municípios de Nova Mutum, Diamantino e Rosário do Oeste, por exemplo, 40,3 mil toneladas foram vendidas, ou 57,57% de 70 mil toneladas ofertadas. O prêmio teve pequeno deságio de 0,19%, de R$ 5,04/saca para R$ 5,03/saca. Na região 4, de Brasnorte, Sapezal e Tangará da Serra, onde foram vendidas 24,7 mil t, das 100 mil toneladas, o subsídio de R$ 4,62 não sofreu alteração. Na região 5, de municípios como Água Boa e Nova Xavantina, 15,1 mil toneladas foram comercializadas, do total de 25 mil toneladas, o que representou 60,4% do total. O prêmio, de R$ 5,04/saca, não teve deságio. A última região, de número 6, tem municípios como Cáceres, Primavera do Leste e Rondonópolis, e vendeu 40,96% do milho oferecido, ou 51,2 mil toneladas, ante oferta de 125 mil toneladas. O subsídio de R$ 2,64/saca fechou o pregão sem variação.

Tags:
Fonte:
Diário de Cuiabá e AgRural

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

0 comentário