Leilões do governo 'puxam' cotação do milho em junho

Publicado em 29/06/2010 11:24 366 exibições

Os leilões de Prêmio de Escoamento de Produto (PEP) promovidos pelo governo garantiram alguma sustentação aos preços do milho no mercado doméstico em junho, realçou análise da Céleres divulgada ontem. A consultoria lembra que foram três leilões desde 27 de maio, e que a alta do preço médio no mercado disponível foi de 3% no mês passado na comparação com maio.

A Céleres pondera que, apesar da recuperação, o patamar de negociações segue baixo para junho, ainda que o nível médio alcançado tenha sido o maior do ano, semelhante ao de janeiro.

Em Cascavel, no Paraná, a saca chegou a R$ 17,07 no mês passado, o maior valor entre as praças pesquisadas pela consultoria.

A empresa também informou que seu levantamento sobre a atual colheita da produção de inverno de milho mostrou que 17,2% das lavouras semeadas no Centro-Sul do país já foram colhidas. O clima favoreceu as principais áreas de produção no mês passado, mas em Mato Grosso a situação segue menos confortável. Conforme a Céleres, a umidade dos solos mato-grossenses está baixa e as plantações ainda poderão ser mais prejudicadas.

 

Tags:
Fonte:
Valor Econômico

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

0 comentário