Conab dobra volume e divulga mais alterações para o leilão de milho

Publicado em 26/07/2010 08:19 e atualizado em 26/07/2010 09:18 544 exibições
Não haverá limite por CPF, Região 5 de MT terá prêmio maior e Bolsa enviará eletronicamente à Conab a relação dos produtores que venderem no leilão.
A Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) publicou na noite de quinta-feira (22-07) o aviso de leilão de milho da próxima quinta-feira (29-07) confirmando as alterações já divulgadas na semana pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa). Mato Grosso ofertará 1,2 milhão de toneladas, o dobro que vinha sendo oferecido desde o primeiro até o sétimo leilão realizado na quinta-feira. O volume total entre os estados ofertadores será de 2,030 milhões de toneladas ante 1 milhão/t anterior.

O mecanismo de apoio à comercialização continuará sendo o Prêmio para Escoamento de Produto (PEP) e Mato Grosso teve a quantidade aumentada para as seis divisões estabelecidas pela Conab ao estado. Essa e outras mudanças autorizadas pelo Mapa atende às demandas da Aprosoja, que foram reforçadas na terça-feira (20.07) pelo presidente da Aprosoja, Glauber Silveira, durante audiência com o ministro Wagner Rossi.

Outra modificação confirmada no aviso divulgado pela Companhia é a retirada do limite de 1 mil/t por CPF ou CNPJ participante na oferta. Isso significa que cada produtor poderá oferecer o volume que achar conveniente para o momento.

A Conab também elevou o valor do prêmio da região 5, que sairá de R$ 3,54 para R$ 5,04 a saca, no leilão da próxima semana. Até o final desta sexta-feira (23) a Companhia divulgará um comunicado específico alterando o valor, já que, por questão operacional, no aviso divulgado na noite de quinta-feira não consta essa mudança. O aumento do prêmio visa estimular a participação da região nos leilões, pois em três ofertas teve o lote retirado por falta de interesse.

Em um outro comunicado específico já divulgado, a Companhia também determinou que a relação dos produtores que comercializarem no leilão será encaminhada eletronicamente pela Bolsa à Conab e não mais pelos adquirentes.

Em Mato Grosso, a região 1 (Norte) vai oferecer 350 mil toneladas, ante as 175 mil/t do último leilão realizado. A região 2 (Centro-Norte) passará para 250 mil/t contra 125 mil. Na região 3 (Centro-Sul) serão 140 mil/t ante 70 mil/t. Na região 4 (Oeste) o volume saiu de 100 mil para 200 mil. Mais 10 mil serão ofertadas pela região 5 (Nordeste) ante as 5 mil/t anteriores e a região 6 oferecerá 250 mil/t contra 125 mil/t dos últimos leilões. As informações são de assessoria de imprensa.

Tags:
Fonte:
DCI

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

0 comentário