EXCLUSIVO - Equipe do Notícias Agrícolas visita os EUA e comprova: Irrigação no Corn Belt americano é comandada pelo celular

Publicado em 30/08/2010 09:15 e atualizado em 30/09/2011 10:09 1369 exibições
Durante esta semana você acompanhará uma série de reportagens exclusivas feitas pela equipe de reportagem do Notícias Agrícolas sobre a irrigação nos Estados Unidos.

Aqui você vai conhecer as novidades tecnológicas que saem das universidades e dos centros de pesquisas americanos e chegam ao produtor. Vai conhecer diferentes experiências de agricultores que usam a irrigação de uma maneira eficiente e consciente. Além disso, vai conhecer também o processo para a tomada de decisões de interesse do público.

Diferentemente de como acontece no Brasil, a discussão nos Estados Unidos é baseada na pesquisa; a ideologia fica em segundo plano, o que está em jogo é o sucesso da produção agropecuária e o futuro da nação.

A equipe do Notícias Agrícolas viajou por quatro estados localizados na região conhecida como delta do rio Mississipi. Passamos pelos estados de Arkansas, Missouri, Tennesse e Nebraska. Segue o relato da nossa equipe, nessa 1ª. Reportagem:

“No Oeste americano fomos apresentados a um mundo diferente, muito diferente da realidade brasileira. Durante os quinze dias de viagem sempre pensamos no produtor brasileiro como um vencedor, que produz alimentos para o mundo a um custo muito baixo e vive diariamente sofrendo ataques da sociedade urbana e dos ambientalistas. Por muitas vezes nosso governo nos denomina como uma das locomotivas do mundo, mas seus dirigentes esquecem que não temos trens, não temos trilhos. Nossos rios não são utilizados para o transporte da safra. Temos caminhões, que na sua grande maioria estão em péssimas condições. Temos as estradas com asfalto de qualidade inferior, as estradas com buracos, as estradas sem asfalto, as estradas que tiram as vidas de trabalhadores. E nas temos estradas com uma certa qualidade , com pavimentação semelhante aos de primeiro mundo, temos também pedágios, e não são poucos.

Os Estados Unidos se mantém há vários anos como um dos celeiros do mundo porque está preparado para produzir. Lá a logística é eficiente. O modal de transporte conta com ferrovias que cortam as áreas produtoras, estradas de qualidade excepcional e sem postos de cobrança, além de um sistema de transporte pelo rio Mississipi.

Clique aqui para ampliar!

Clique aqui para ampliar!

Clique aqui para ampliar!

Além disso, os produtores norte-americanos não vivem os problemas climáticos da mesma forma que os produtores brasileiros... Os fazendeiros norte-americanos contam com a irrigação, considerado por muitos pesquisadores como o elemento mais importante na agricultura dos Estados Unidos.

Com o desenvolvimento tecnológico e a criação de diferentes métodos de irrigação e metodologias de manejo, a irrigação tornou-se sinônimo de eficiência de produção, modernidade e de garantia de qualidade aos produtos. Outro fator de destaque é o ganho de produtividade. A produção de um hectare de terra irrigada equivale aproximadamente à produção de três hectares e meio de culturas de sequeiro.

A agricultura irrigada está em 26 milhões de hectares de solo americano. O estado do Nebraska, segundo maior na utilização dessa técnico, conta com 13,5% desse total. São 3,5 milhões de hectares irrigados que movimentam mais de US$ 5 bilhões por safra.

A irrigação sempre foi objeto de trabalho do governo americano. Mas membros do Departamento de Agricultura do país afirmam que o assunto se tornou centro das atenções após a grande seca de San Antonio, estado do Texas. Foram três anos sem chuva (2005 a 2008).

Na região do Missouri, o arroz irrigado vem ganhando espaço e está entrando na rotação de culturas. O modo tradicional de cultivo do grão, por inundação, está perdendo espaço para produção com pivôs centrais.

Clique aqui para ampliar!

A cada dia que passa a mudança se torna mais necessária. Estamos em um momento singular na história do mundo. A discussão principal é a utilização consciente da água. Com equipamentos, como o da foto acima, o produtor utiliza menos água, alguns afirmam que o custo apresenta redução de mais de 50%.

Os produtores que possuem propriedades em regiões com solos arenosos ou com topografia acidentada, que não permitem o plantio por inundação, ganharam com os pivôs mais uma cultura para ser explorada economicamente. Além disso, os custos com mão de obra também diminuem. Apenas com um clique, do celular pessoal ou do computador, o produtor gerencia todos os pivôs da propriedade, controlando a velocidade, a quantidade de água que vai ser colocada no solo e a quantidade de fertilizantes ou defensivos que serão aplicados. Todas as informações são enviadas por GPS

Clique aqui para ampliar!

Clique aqui para ampliar!

Nos próximos dias você acompanha aqui no Notícias Agrícolas outras reportagens que vão mostrar o desenvolvimento da irrigação nos Estados Unidos.

Tags:
Fonte:
Redação NA

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

2 comentários

  • Magid Elie Khouri Goiânia - GO

    Olha ai produtores de Goiás, não estamos muito longe disso. Já pensaram em receber no nosso iPhone, informações sobre umidade do solo, e num click reduzir ou acelerar o seu equipamento em função das necessidades das nossas plantas? Que Deus salve as nossas almas..! Estamos chegando lá! Uma boa estrada já nos bastaria. Já estava me esquecendo - uma menor perseguição do IBAMA já seria de bom tamanho! Vamos rezar, obrigado Senhor..!

    0
  • Luiz Roberto Ribeiro Pratápolis - MG

    Parabens.

    0