USDA: Estoques de milho acima do esperado derrubam o mercado

Publicado em 30/09/2010 09:51 e atualizado em 30/09/2010 14:13
1045 exibições
O USDA (Departamento de Agricultura dos Estados Unidos) divulgou nesta quinta-feira seu relatório de estoques trimestrais apontando que as reservas de milho - em 1º de setembro - ficaram em 43,38 milhões de toneladas. O volume veio bastante acima do esperado pelo mercado, que apostava em 35,87 milhões de toneladas.O montante é também maior do que no mesmo período do ano passado - 42,49 milhões de toneladas. 

Segundo analistas, o total dos estoques trouxe surpresa ao mercado uma vez que os Estados Unidos vinha mostrando o consumo em um ritmo bastante positivo por conta da produção de etanol, principalmente. Porém, o volume apresentado no boletim de hoje tem incremento de 21,36% em relação ao volume esperado pelo mercado. 

De acordo com Ricardo Lorenzet, analista de grãos da XP Investimentos, "efetivamente, o relatório do USDA surpreendeu a todos. É característico do USDA trazer surpresas no relatório de setembro, mas esta foi realmente espetacular.  O USDA encontrou um volume muito expressivo de estoques nos EUA, quase 8 mi. t a mais do que o mercado esperava e, um volume quase 1 mi. t superior ao registrado na safra passada. Na prática este cenário pode ter sido originado de dois fatores: demanda fraca (mais importante do que o estoque deste ano é que o mercado vai jogar uma expectativa de demanda mais fraca também para a safra nova) ou colheita antecipada nos EUA entrando na contagem dos estoques em 1º de setembro". 

-- "No momento, diz Lorenzet, aposto na segunda.  Entendo que, podemos ver uma complicação nos mercados na sessão de hoje, especialmente pelo fato de que os fundos estão com posições recordes compradas. A soja certamente seria contaminada pela movimentação do milho em função do fluxo especulativo, porém, esta mais uma vez registrou dados de demanda interessante nos EUA (vendas semanais em 1,74 mi/t). De qualquer forma, a sessão promete ser memorável". 

No lado financeiro, cenário favorável com dados positivos nos EUA, petróleo subindo 2% e dólar em queda perante os principais pares. Expectativa de abertura no momento é de 10 a 15 de baixa no milho; 5 a 7 de baixa no trigo e estável na soja. Na BM&F, o mercado já reflete a expectativa externa. 

Para a soja, o departamento divulgou números compatíveis com as expectativas (4,09 milhões de toneladas) e fala em estoques trimestrais (em 1º de setembro) de 4,1 milhões de toneladas. Em 2009, na mesma época, eram 3,76 milhões de toneladas. Além disso, o USDA ainda revisou para baixo a safra norte-americana 2009 em 200 mil toneladas, totalizando 91,42 milhões de toneladas.

Para o trigo, o USDA traz estoques trimestrais (1º de setembro) em 66,920 milhões de toneladas. A aposta do mercado  era de 66,407 milhões de toneladas.  Sua chamada de abertura na Bolsa de Chicago é de queda de 5 a 7 pontos.

Diante desse relatório, a tendência de alta dos mercados agrícolas será posta em xeque na sessão de hoje. A soja pode sentir o impacto negativo do cenário de altos estoques de milho mesmo sustentada pela demanda aquecida. 

Veja a íntegra dos números do USDA -
Relatório da XP Agro
Tags:
Fonte: Redação NA

Nenhum comentário