Com redução do USDA para o milho, mercado também encerra no limite de alta

Publicado em 08/10/2010 15:33
538 exibições
Com dados otimistas do USDA (Departamento de Agricultura dos Estados Unidos), o mercado do milho também encerrou a sessão no limite de alta na Bolsa de Chicago na sessão desta sexta-feira. O avanço dos preços é resultado da redução nas estimativas para a produtividade, a produção e os estoques da safra norte-americana.

"É um equilíbrio muito delicado e estamos apenas no início da safra", disse. Contudo, os ganhos em Chicago podem ser limitados pela venda de produtores", disse Sal Gilbertie, gestor da Teucrium Corn Fund ETF.

O relatório divulgado hoje pode ajudar as cotações a atingirem os US$6/bushel na CBOT, segundo uma avaliação do banco Morgan Stanley. Além disso, a instituição ainda afirmou que os ganhos do cereal também podem contribuir para um avanço ainda maior da soja,que hoje trabalha com 70 pontos de alta.

"A expectativa é de que a relação entre consumo e estoques no ano que vem seja a menor desde 1996, com a necessidade de os preços se moverem até US$ 6, para racionar a demanda. Embora os estoques de soja não estejam tão apertados quanto estiveram no ano comercial que acabou de terminar, a oleaginosa seguirá o caminho do milho", dizia o relatório do banco.
Tags:
Fonte: Redação NA

Nenhum comentário