Milho: estoque melhora abastecimento

Publicado em 01/12/2010 06:35 e atualizado em 01/12/2010 09:27 593 exibições
Leilão da Conab eleva oferta no Rio Grande do Sul, onde consumo do cereal supera produção em 1,4 milhão de t.
Avicultores gaúchos estão satisfeitos com a resposta do Ministério da Agricultura, que está ofertando estoques da Coanb (Companhia Nacional do Abastecimento) por meio do leilão de venda do produto e do aumento do limite para a venda de balcão - de 27 mil para 40 mil toneladas. O diretor executivo da Associação Gaúcha de Avicultura (Asgav), José Eduardo dos Santos, disse que o governo demorou a intervir no mercado, mas agora os consumidores do Sul podem se abastecer com tranquilidade.

No início de agosto, avicultores e suinocultores do Rio Grande do Sul pediram ao ministério que ofertasse estoques públicos já que a oferta no mercado era restrita e os preços, elevados. No Rio Grande do Sul, o consumo de milho supera o volume produzido em cerca de 1,4 milhão de toneladas, segundo dados do ministério. Como o Estado só produz uma safra, colhida no início do ano, no segundo semestre o grão é comprado, principalmente, do Paraná.

A primeira venda de estoques da Conab ocorreu dia 18 deste mês e a segunda, na semana passada. Os gaúchos demonstraram grande interesse pelo milho ofertado no Estado: aquisição de 73,9% do grão na primeira oferta e de 76,8% do cereal na operação seguinte. Mas houve compras também de produto ofertado em outras regiões.

Tags:
Fonte:
O Estado de SP

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

1 comentário

  • Telmo Heinen Formosa - GO

    Não é a primeira vez que eu escrevo aqui de que para a maioria dos jonalistas, númeross são sempre uma "Má Temática" - É bater o olho em uma noticia envolvendo "digitos", pode apostar que tem alguma incoerencia como neste caso trocaram kg por t. E tem mais um agravante, é uma noticia requentada pois a decisão é da semana passada, a Conab decidiu que as "vendas no balcão" estavam fixadas em 40.000 kg ou seja 40 t - pode procurar aqui mesmo no site, eu até postei um comentario perguntando por que o referido número não era um multiplo de peso máximo dos caminhões na balança da estrada... visando colaborar na conservação das mesmas.

    0