China deve ter uma posição fixa no mercado global de milho

Publicado em 07/12/2010 11:11 306 exibições
 A China deve ter uma posição fixa no mercado global de milho após ser o mais ausente nos últimos 15 anos, acrescentando nova demanda para estoques de grãos já escassos. Analistas projetam que a China vá comprar milhões de toneladas de milho dos Estados Unidos e da Argentina no próximo ano, acelerando um retorno ao mercado mundial que começou neste ano. A China está com altos preços para o milho doméstico, fazendo com que as importações sejam mais atrativas. "Ela será um importador regular, eu acredito", disse Terry Reilly, o analista de grãos do Citigroup em Chicago.

Oficiais da Argentina esta semana disseram que o país vai, provavelmente, completar as negociações para exportar uma quantidade indeterminada de milho para a China na primeira metade do próximo ano. Os países ainda não assinaram um acordo de comércio para as importações de milho na China, de acordo com oficiais chineses.

Estimativas de quanto milho a China necessita comprar talvez estejam equivocadas porque há incertezas a respeito do tamanho verdadeiro da safra e reservas. Projeções privadas para as importações são de aproximadamente 3 milhões de t até 9 milhões de t para a temporada 2010-11, que vai até 31 de outubro. O Departamento de Agricultura até agora estimou as importações da China em até um milhão de t, para o corrente ano comercial. O USDA vai atualizar suas previsões de oferta e demanda da China na próxima semana em um relatório mensal de colheita. As informações partem das agências internacionais.

Tags:
Fonte:
Só Notícias

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

0 comentário