Milho: Geadas reduzem previsão de colheita mesmo com aumento da área

Publicado em 13/07/2011 15:00 954 exibições
Por conta dos problemas climáticos registrados no Centro-Sul do Brasil, inicialmente com a estiagem e, mais recentemente, em razão das geadas registradas em estados produtores de milho safrinha, a nova estimativa de SAFRAS & Mercado para a temporada 2010/11 estabelece um novo quadro para a produção brasileira de milho. Conforme o analista Paulo Molinari, a produção foi revista, sendo estimada agora em 53,261 milhões de toneladas, abaixo das 54,308 milhões de toneladas colhidas na temporada 2009/10.

Para a safra verão 2010/11 a produção indicada é de 26,6 milhões de toneladas, acima das 25,908 milhões de toneladas registradas na safra passada. Para a safrinha, a produção estimada é de 20,344 milhões de toneladas, ante as 22,407 milhões de toneladas colhidas em 2009/10.

Segundo SAFRAS & Mercado, a área de plantio de verão sofreu um aumento de 2,8% frente aos 4,767 milhões de hectares cultivados na temporada anterior, ocupando 4,902 milhões de hectares. Para a segunda safra ou safrinha, a estimativa indica uma área de 5,351 milhões de hectares, superando em 10,4% os 4,849 milhões de hectares cultivados na temporada anterior. SAFRAS & Mercado trabalha com uma estimativa de área de milho de 12,359 milhões de hectares para a safra 2010/11 (verão e safrinha), o que representa um aumento de 3,7% frente aos 11,922 milhões de hectares cultivados na temporada anterior.

Segundo Molinari, a produtividade média tende a recuar na safra brasileira de milho 2010/11, ficando em 4.309 quilos por hectare, frente ao rendimento médio de 4.555 quilos por hectare da temporada passada. A produtividade média prevista para a safra verão é de 5.426 quilos por hectare, abaixo dos 5.434 quilos por hectare de 2009/10. Na segunda safra deverão ser colhidos 3.801 quilos por hectare, volume inferior ao rendimento médio de 4.621 quilos por hectare indicados na safrinha 2009/10.

 Safrinha

O Brasil deverá ocupar uma área de 5,351 milhões de hectares no cultivo da segunda safra de milho 2011, crescendo 10,4% em relação aos 4,849 milhões de hectares cultivados na safrinha 2010, segundo nova estimativa divulgada por SAFRAS & Mercado.

A produção estimada é de 20,344 milhões de toneladas, com retração significativa frente às 22,204 milhões de toneladas colhidas na safrinha 2010 e bem aquém também da produção esperada inicialmente, de 22,246 milhões de toneladas. "A expectativa de recuo leva em conta os problemas climáticos registrados por estiagem primeiramente nas áreas produtoras de safrinha. Posteriormente, os efeitos da geada também contribuirão para uma queda na produção", sinaliza Paulo Molinari.

As maiores perdas devem ocorrer no Paraná, com produção estimada de 6,162 milhões de toneladas, frente a um potencial inicial previsto de 8,001 milhões de toneladas. A segunda safra paranaense 2011 deverá ser inferior a do ano passado, que teve colheita de 6,537 milhões de toneladas.

A produtividade média estimada para a safrinha 2011 de milho é de 3.801 quilos por hectare, inferior a registrada no ano passado, de 4.579 quilos por hectare.

Tags:
Fonte:
Agência Safras & Mercado

1 comentário

  • Daniel Augusto Gomes Águas de Santa Bárbara - SP

    Ainda resta saber qual será a "qualidade" desses 3.801 quilos??

    0