Alta do milho prejudica criadores de frango em Pernambuco

Publicado em 03/08/2011 08:15 e atualizado em 03/08/2011 10:00 369 exibições
São Bento do Una fica a 208 quilômetros de Recife e é o principal produtor de aves e ovos de Pernambuco com mais de 3,6 mil propriedades rurais trabalhando com avicultura.

Apesar da tradição, o município não escapou da crise do setor. O preço do milho e da soja, principais componentes da ração das aves, subiu muito. “Há um ano, o preço era R$ 24, valor que subiu aproximadamente 40%. Isso encarece demais o custo final do produto”, conta Allyson Brito, fiscal de granja.

Em um ano, o custo para se produzir um quilo de frango subiu de R$ 2,20 para R$ 2,50. O preço de venda caiu de R$ 2,30 para R$ 1,80.

A produção de uma granja que era de 1,2 milhão de frangos por mês caiu para 900 mil. Agora, o funcionamento é mantido pela venda de ovos. “Nossa esperança é de que haja redução nos custos, sobretudo do milho”, conta Girlene Valença, gerente administrativo da granja.

Muita gente, principalmente os pequenos produtores, trabalham apenas com o frango de corte, não têm os ovos para equilibrar a produção. Para evitar os prejuízos, o jeito é reduzir a criação.

"Nenhum elo da cadeia suporta mais. O pequeno produtor tende a desaparecer nos próximos dias e os médios e grandes produtores do estado vão ter que desalojar, infelizmente, porque a carga é muito alta. Há um prejuízo de 20% que vem se arrastando por dois, três meses e a gente acha que realmente vai haver desalojamento e redução de produção nos próximos meses", diz Josemário Florêncio, presidente da Associação Avícola de Pernambuco, Avipe.

Florêncio explica ainda que a Associação está pedindo ao governo a retomada dos leilões de milho e soja dos estoques públicos, uma forma de reduzir o preço dos grãos.

Tags:
Fonte:
Globo Rural

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

0 comentário