CMN aprova ampliação do crédito para proteção de pomares

Publicado em 29/03/2012 17:35 279 exibições
Ajustes nas normas dos programas de investimento agropecuários com recursos do BNDES contemplam o Moderinfra
Para proteger as frutíferas contra os impactos das oscilações climáticas, o Conselho Monetário Nacional (CMN) aprovou nesta quinta-feira, 29 de março, a ampliação em 100% do limite de crédito individual aos agricultores, hoje equivalente a R$ 1,3 milhão, para financiar, ações de prevenção a pomares sujeitos à incidência de granizo em regiões de clima temperado.

O financiamento, que já existe, se dá através do Programa de Incentivo à Irrigação e à Armazenagem (Moderinfra), com recursos do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES). Os encargos financeiros são de 6,75% ao ano e o prazo de reembolso é de até 12 anos, com três anos de carência. O limite de financiamento, atualmente, é de R$ 1,3 milhão por beneficiário, para empreendimento individual, e de R$ 4 milhões para empreendimento coletivo, de acordo com o limite individual por participante, independentemente do número de modalidades ou itens financiáveis.

Outro voto aprovado pelo CMN promove ajustes operacionais na concessão de crédito para o programa de redução da emissão de gases de efeito estufa na agricultura (Programa ABC). Com isso, o agricultor tem de apresentar comprovantes de análise de solo e da respectiva recomendação agronômica para tomar o crédito.

Fonte:
MAPA

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

0 comentário